Política

Na linha do ‘faça você mesmo”, bricolagem reduz custos em pequenos consertos e decoração, além de diminuir ansiedade

Como forma de incentivar a técnica, que consiste em “colocar a mão na massa” para fazer desde pequenas reformas até objetos de decoração, lojas de materiais de construção disponibilizam profissionais para dar dicas

Com a pandemia do novo coronavírus, o isolamento social continua sendo a melhor forma para evitar o contágio. Em todo o mundo pessoas procuram se ajustar as novas ro,tinas. E para controlar a ansiedade, buscam distrações em meio as orientações dos órgãos responsáveis pela saúde. Ficar em casa trouxe um olhar mais atento para os afazeres domésticos, e a bricolagem, técnica que consiste em realizar pequenos trabalhos sem a necessidade de um profissional, tem se tornado uma das distrações mais úteis no período. O Home Center Castelo Forte aposta no trabalho dos especialistas nas lojas para orientar os clientes nas mais diversas dúvidas, com sugestão de produtos e dicas que facilitem o trabalho.

Bricolagem é um termo francês, que ganhou forças na década de 1950. Após o encarecimento da mão de obra as pessoas passaram a realizar pequenos reparos, logo foram surgindo equipamentos, ferramentas, manual de instruções que facilitaram, ainda mais, o trabalho realizado por pessoas não profissionais. Trazendo para a realidade atual, onde o mundo enfrenta uma pandemia, a bricolagem vem contribuindo para que pessoas realizem as pequenas tarefas, como mudar os espaços ou criar novas configurações para os móveis, pintar uma parede, construir um novo cômodo, gerando uma distração na rotina do isolamento de forma terapêutica.

Para a designer de interiores Geane Rocha essa pode ser uma boa oportunidade para dar um novo design no lar, e, de quebra, se distrair. “Gastar um tempo se dedicando a algo novo é desafiador e, ao mesmo tempo, prazeroso. Essa é a proposta que a técnica da bricolagem traz nesse momento de isolamento”, aponta a designer de interiores Geane Rocha, que busca orientar os clientes que vão até a loja a procura de ajuda para realizar os reparos. A internet também está cheia de dicas e inspiração para quem pretende se arriscar nas técnicas e equipamentos; e produtos são facilmente encontrados em lojas especializadas.

"Uma vantagem na bricolagem é o fato de dispensar a mão de obra especializada, o que evita a aglomeração ou o recebimento de terceiros nas residências”, afirma Geane Rocha, designer de interiores do grupo Home Center Castelo Forte. Geane Rocha reforça a importância de manter a segurança na hora de se aventurar no trabalho. “Precisamos tomar muito cuidado e ficarmos atentos com as dicas de segurança. A bricolagem precisa ser praticada com responsabilidade e para isso você precisa estar seguro ao realizar trabalho”, explica.

A designer aponta as principais dicas para que a técnica seja realizada com sucesso, como:
1) Comece pelos trabalhos mais simples,
2) Busque orientação de profissionais e tire as dúvidas,
3) Muito cuidado com o manuseio de produtos químicos e perfuro-cortantes,
4) Busque as ferramentas mais adequadas,
5) Pesquise tudo antes de começar o trabalho.

As lojas de materiais de construção estão em funcionamento durante a quarentena, seguindo as recomendações dos órgãos responsáveis pela saúde. Os clientes podem procurar por produtos e orientações diretamente nas lojas ou através dos sites e mídias sociais.

Serviço:
Home Center Castelo Forte traz sugestões e técnicas de bricolagem como terapia no período de isolamento

Unidades / Endereços:
Home Center Castelo Forte Samambaia - QD 302 Cj. 08 Lt. 02 - Centro Urbano Samambaia

Home Center Castelo Forte Recanto das Emas - QD 104 Av. Recanto das Emas Lts. 12 e 13

Home Center Castelo Forte Vicente Pires - Centro Urbano CH 135/2 Via Estrutural

Home Center Castelo Forte Ceilândia - QNM 33 Av. Hospital Regional

Telefone: (61) 3358-1011
Site: https://www.casteloforte.com.br/





Postar um comentário

0 Comentários