Política

Aprende Brasil comemora resultados do Ideb

 Média de municípios que utilizam o sistema de ensino foi de 6,4 nos anos iniciais e 5,1 nos anos finais do Ensino Fundamental

 


Aprende Brasil no Ideb

  • 6,0 foi a média geral do Ensino Fundamental dos municípios que utilizam o Sistema de Ensino Aprende Brasil
  • Média dos anos iniciais: 6,4
  • Média dos anos finais: 5,1
  • Anos Iniciais
    • 12% maior que a média nacional (5.7)
    • 72% dos conveniados atingiram a meta 2019
    • 55% já atingiram a meta 2021
  • Anos Finais
    • 13% maior que a média nacional (4.5)
    • 31% dos conveniados atingiram a meta 2019
    • 16% já atingiram a meta de 2021


Os dados do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2019 divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confirmaram a qualidade da educação nos municípios que utilizam o Sistema de Ensino Aprende Brasil. 

São mais de 200 municípios brasileiros que apresentaram índices acima da média nacional em todas as fases da Educação Básica na rede pública municipal. Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, as cidades conveniadas obtiveram média 6,4, frente à média nacional de 5,7. Nos anos finais, a média dos municípios conveniados foi de 5,1, enquanto a média geral ficou em 4,5. 

Enquanto 58% dos municípios brasileiros atingiram a meta estipulada para os anos iniciais em 2019, nos municípios que trabalham com o Sistema de Ensino Aprende Brasil  essa porcentagem foi de 72%. Além disso, 55% deles já alcançaram inclusive a meta projetada para 2021. Nos anos finais, as metas de 2019 foram alcançadas por 31% dos municípios parceiros ao Sistema de Ensino Aprende Brasil - e 16% dos municípios integrantes já atingiram a meta de 2021.

Diversos municípios parceiros do Sistema de Ensino Aprende Brasil ficaram entre as principais colocações nacionais e estaduais. Entre os destaques dos anos iniciais do Ensino Fundamental, estão:

  • Floreal (SP), 10º colocado nacional e 2º colocado estadual, com nota 8,2; 
  • Bom Sucesso do Sul (PR), 12º colocado nacional e 5º colocado estadual, com nota 8,0;
  • São Jorge do Ivaí (PR), 17º colocado nacional, com nota 7,5;
  • Piratuba (SC), 18º colocado nacional e 6º estadual, com nota 7,4;
  • Princesa (SC), 18º colocado nacional e 6º estadual, com nota 7,4;
  • Santa Juliana (MG), 20º colocado nacional e 8º estadual, com nota 7,3;
  • Anicuns (GO), 1º colocado estadual, com nota 7,5;
  • Ipiranga do Norte (MT), 5º colocado estadual, com nota 6,5;
  • Trindade do Sul (RS), 9º colocado estadual, com nota 7,1;

Entre os destaques dos anos finais do Ensino Fundamental, estão:

  • Novo Horizonte (SP), 7º colocado nacional e 2º estadual, com nota 6,7;
  • Natividade (RJ), 2º colocado estadual, com nota 5,6;
  • Carlos Barbosa (RS), 4º colocado estadual, com nota 6,1; 
  • Itajobi (SP), 5º colocado estadual, com nota 6,3;
  • Iomerê (SC), 5º colocado estadual, com nota 6,3;

Todos esses municípios superaram a média nacional - e também a dos seus respectivos estados - e já ultrapassaram as metas para 2021.

O sistema de ensino Aprende Brasil contribui para promover unidade e para melhorar ainda mais a qualidade nas escolas da rede municipal. “O material é pensado especialmente para atender às necessidades das redes públicas de ensino, e essa preocupação passa desde os livros dos alunos até à formação continuada dos professores, promovendo oportunidades equânimes e um aprendizado significativo em todos os municípios”, salienta a gerente de marketing e produto da Editora Aprende Brasil, Damila Bonato.

O Ideb foi criado em 2007 e está entre os principais indicadores de qualidade do ensino básico no Brasil. Em uma escala de 0 a 10, sintetiza dois conceitos: o fluxo escolar (a taxa de aprovação, reprovação e abandono) e o desempenho de estudantes em avaliações que medem o conhecimento em português e matemática, considerados base para as demais disciplinas do currículo escolar. O Ideb é obtido por meio da nota do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) e da taxa de aprovação escolar, sendo divulgado a cada dois anos.

Para Damila, esses números são resultado de um bom investimento e gestão educacional apropriada em conjunto com os docentes. “A partir do momento que a escola tem amparo pedagógico e bons materiais didáticos, o estudante começa a sentir a diferença - e isso reflete nos resultados”, afirma.

 

Sobre o Aprende Brasil

O Sistema de Ensino Aprende Brasil oferece às redes municipais de Educação uma série de recursos, entre eles: avaliações, sistema de monitoramento, ambiente virtual de aprendizagem, assessoria pedagógica e formação continuada aos professores, além de material didático integrado e diferenciado, que contribuem para potencializar o aprendizado dos alunos da Educação Infantil aos anos finais do Ensino Fundamental. Atualmente, o Aprende Brasil atende 275.000 alunos em mais de 200 municípios brasileiros. Saiba mais em http://sistemaaprendebrasil.com.br/.

Postar um comentário

0 Comentários