Política

Ideb revela importância da colaboração entre municípios para qualidade da Educação pública

 Estudo revela melhora de índice em municípios que colaboram entre si por meio de Arranjos de Desenvolvimento da Educação

 


Dados do último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação (MEC) revelam melhorias em todos os aspectos do processo ensino/aprendizagem em 21 cidades que compõem o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) Granfpolis. O estudo foi realizado pelo Instituto Positivo, com o objetivo de reforçar com os  gestores municipais a importância do movimento de colaboração para a Educação pública. O relatório revela que, nos anos iniciais do Ensino Fundamental, a variação ascendente é de 1,7%; já nos anos finais o crescimento foi de 15,1%. A análise comparativa foi feita entre o resultado de 2019 e 2015, quando o ADE foi implantado na região.

“Essa ascendência constante dos últimos anos não é resultado apenas do ADE, mas sim um mérito coletivo dos secretários, parceiros, municípios, professores, alunos, gestores escolares e toda a comunidade escolar envolvida no processo de Educação. Por meio dos projetos e das ações implantadas pela Associação Granfpolis e pelo Instituto Positivo, contribuímos com a melhoria da Educação, buscando sempre a equidade, ou seja, reduzir as desigualdades entre os municípios, olhando o território como um todo”, destaca a Coordenadora de Responsabilidade Social do Instituto Positivo, Cristiane da Fonseca.

A variação entre os municípios com menor e maior Ideb em 2019 ficou em 2,4 pontos nos anos iniciais e 2,3 pontos nos anos finais e é missão do ADE diminuir essa desigualdade. Entre as ações que contribuem para a redução das desigualdades intermunicipais estão os projetos de alfabetização, de estímulo de gestores e professores, de redução da diferença entre idade e ano escolar dos estudantes, além do trabalho contínuo com de fortalecimento de dirigentes municipais de Educação. O estudo realizado pelo Instituto Positivo será realizado em duas fases, sendo esta a primeira. A segunda deverá ser divulgada em novembro.

Sobre o Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC) para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro. A primeira edição ocorreu em 2005. O Ideb mede a qualidade da educação básica e varia de 0 a 10 – quanto mais alto, melhor. A divulgação do Ideb permite que toda a sociedade acompanhe se determinada escola ou rede está assegurando o direito de aprendizagem dos estudantes – além de contribuir para que gestores públicos possam tomar decisões sobre o que pode ser melhorado para alcançar melhores resultados.

O Ideb é formado pela combinação de dois indicadores: um que sintetiza as notas de Língua Portuguesa e Matemática do Saeb, e outro que mede o fluxo de aprovação ao longo das séries.

Sobre os ADEs

Os Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADEs) são um modelo de trabalho em rede, no qual um grupo de municípios com proximidade geográfica e características sociais e educacionais semelhantes buscam trocar experiências, planejar e trabalhar em conjunto - e não mais isoladamente, somando esforços, recursos e competências para solucionar conjuntamente as dificuldades na área da educação. A proposta dos Arranjos foi homologada pelo MEC em 2011, e incluída como uma opção para o alcance das metas e das estratégias previstas no Plano Nacional de Educação, aprovado em 2014 (artigo 7º, parágrafo 7º).

Sobre o ADE Granfpolis

Atualmente, 21 secretários de Educação da região e as suas equipes trabalham de forma conjunta, a fim de alcançar as quatro metas territoriais, definidas em comum acordo e que visam melhorar a qualidade do ensino no território. Fazem parte do ADE Granfpolis os municípios de: Águas Mornas, Alfredo Wagner, Angelina, Anitápolis, Antônio Carlos, Biguaçu, Canelinha, Florianópolis, Garopaba, Leoberto Leal, Major Gercino, Nova Trento, Palhoça, Paulo Lopes, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio, São João Batista, São José, São Pedro de Alcântara e Tijucas

Postar um comentário

0 Comentários