Política

Hospital Regional de Luziânia celebra 15 altas no último final de semana

 Pacientes serão acompanhamos remotamente por 14 dias pela equipe de saúde da unidade hospitalar

Diante dos desafios impostos pelo aumento de casos e mortes do coronavírus, o Hospital Regional de Luziânia é um porto de esperança e tratamento de qualidade aos pacientes infectados. Só neste final de semana (20 e 21 de março), 15 pessoas receberam alta na unidade hospitalar.

Com sintomas como febre, falta de ar e cansaço, a maioria dos pacientes teve boa recuperação, passando em média três semanas internados. Com idades entre 30 e 74 anos, grande parte dos recuperados é de Luziânia, mas também havia pacientes de Valparaíso, Cristalina e Cidade Ocidental.

Todos passarão 14 dias em repouso domiciliar para se recuperarem. A orientação também é que, mesmo com alta, eles devem obedecer às orientações de distanciamento, uso de álcool em gel e máscara. Neste período, eles serão acompanhados remotamente pela equipe de saúde da HRL.

Como o coronavírus e suas variantes afetam as pessoas de formas diferentes, cada paciente necessita de um cuidado e um tempo de internação específicos. O diretor do Hospital Regional de Luziânia, Francisco Amud, comemorou o alto número de pacientes que receberam alta no final de semana na região.

“Ficamos felizes por estar proporcionando uma volta à casa segura para nossos pacientes. Todo recuperado é fruto de uma dedicação enorme por parte de nossa equipe de saúde e de todos os colaboradores do hospital”, afirmou o diretor.

Com os aumentos de casos e internações na região, a equipe do HRL tem se empenhado fortemente em atender com qualidade, humanidade e respeito os pacientes com Covid-19. As 15 altas no último final de semana já entraram nas estatísticas do estado de Goiás, onde quase 430 mil pessoas foram recuperadas da doença.

 

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

Assessoria de Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br


Postar um comentário

0 Comentários