Política

"Não é hora de dividir, é hora de somar", diz prefeito Rogério Cruz

 

Diálogo, combate aos efeitos da pandemia e programas Renda Família e IPTU Social estão entre os destaques das primeiras ações da prefeitura de Goiânia


A crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus colocou em dificuldades boa parte da população e fez com que a Prefeitura de Goiânia tivesse que se superar para colocar em prática, ainda  nos primeiros meses de gestão do prefeito Rogério Cruz, diversas ações socioeconômicas. As principais medidas de assistência às famílias mais necessitadas foram as implantações dos programas Renda Família e IPTU social.

"Quando construímos esse projeto, ainda na campanha de 2020, sempre pensamos no presente e no futuro da nossa população. Precisávamos enfrentar a pandemia juntos. Não vamos descansar um minuto enquanto tiver alguém precisando do nosso apoio. Por isso, precisamos somar nossas forças para salvar vidas", afirmou o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.

O Renda Família é um benefício oferecido às famílias sem renda. São R$ 300 para compra de alimentos no comércio local. Esse auxílio deve beneficiar mais de 24 mil famílias na capital.

Já o IPTU Social isenta famílias de baixa renda do pagamento do imposto predial e territorial e deve atingir cerca de 50 mil famílias.

Para os dois programas, o tesouro municipal deve destinar cerca de R$ 131,6 milhões.

Superando a pandemia
Nesses 100 dias de administração, nossa Goiânia alcançou um dos melhores índices de imunização do país e está hoje entre as capitais com mais doses aplicadas na população. No último levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, o número de imunizados bateu a casa das 250 mil pessoas. Além disso, foram realizados mais de 104 mil testes para identificar e isolar pessoas contaminadas e assintomáticas.

A Prefeitura também abriu novos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19. No total, foram instalados 258 leitos, sendo 177 de UTI e 83 de enfermaria. Em comparação com o primeiro ano de pandemia, a nova gestão instalou mais leitos que a última administração no ano passado.

Por essa razão, foi aberto, no mês de março, um novo Processo Seletivo Simplificado para a contratação de profissionais da linha de frente no combate à pandemia. Ao todo, foram 127 profissionais contratados e 85 já estão em processo de contratação. Além disso, ainda está aberto na  SMS um edital de convocação de 838 profissionais , cuja documentação será analisada pela comissão para divulgação. Outro serviço que está ajudando no combate à pandemia é a Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19, que neste ano já realizou mais de 75 mil atendimentos.

Além da pandemia
Nesses primeiros cem dias da nova gestão, os projetos iniciados na gestão anterior não foram abandonados, como a implantação do Complexo Viário Jamel Cecílio na Avenida 136 com a Marginal Botafogo, o viaduto do Setor Leste Universitário com Novo Mundo, a duplicação da Avenida Engler, no Parque Atheneu, o prolongamento da Avenida Leste/Oeste e a continuidade das obras de cinco CMEIs, nos bairros Vila Santa Helena, Parque Atheneu, Grande Retiro, Bairro Floresta e Residencial Mendanha, além da retomada das obras dos CMEIS Jardim Real e Setor Solar Ville. Outros, como o do Residencial Jardim Cerrado IV e Center Ville, estão em processo de finalização.

“Apesar de todas as tragédias causadas pela pandemia e pela perda do nosso eterno governador Maguito Vilela, estamos focados na gestão, nos superando para corresponder às expectativas da população de Goiânia. Por essa razão, nossa gestão é pautada pela ética, transparência e pelo compartilhamento das ações, sempre com base no Plano de Governo, que é focado na população”, destaca o prefeito.

 “Apesar de todas as tragédias, tenho um compromisso com nossos eleitores, com nossa cidade. Não é hora de dividir, é hora de somar”, diz o prefeito.

Postar um comentário

0 Comentários