Médica do Hutrin faz alerta sobre os riscos da automedicação

 

O uso inadequado de remédios pode causar problemas como intoxicação, reações alérgicas e até mesmo a morte

 

Foto: Banco de Imagens

A automedicação ou o uso exagerado de medicamentos, sem a orientação de um profissional é algo muito perigoso que pode acarretar problemas como intoxicação, por exemplo. Para alertar a população sobre os cuidados que devem ser tomados, a médica do Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), Thayse Martins Viana, esclarece algumas dúvidas sobre o assunto.

Ela explica que o uso de remédios por conta própria ou por indicações de familiares, amigos ou conhecidos, pode representar vários riscos à saúde e até mesmo o agravamento dos sintomas, além de alguma reação adversa. “O uso irracional de medicamentos pode trazer uma série de consequências danosas ao indivíduo, que vão desde às reações alérgicas, intoxicações, dependência, resistência a tais dosagens como até mesmo a morte!”, relata Thayse.

A médica também ressalta a importância do paciente procurar um profissional qualificado aos primeiros sinais de alterações na saúde, evitando assim tomar qualquer remédio sem recomendação de um especialista. “Todo medicamento possui efeitos colaterais, por isso, quando ingerido de maneira incorreta, ou seja, sem orientação adequada, pode causar mais malefícios do que benefícios, como até mesmo exacerbando a doença de base, então, ao primeiro sinal de que algo não vai bem, faça a coisa correta e procure um profissional de saúde que possa ajudar!”.

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Farmacêuticas (Abifarma), cerca de 20 mil pessoas morrem anualmente no Brasil por causa da automedicação. Em 1985, a Organização Mundial da Saúde (OMS)  já definia a emergência de se disseminar o uso racional de medicamentos (URM), ou seja, esclarecer sobre a administração adequada de fármacos com  foco nas necessidades clínicas e individuais de cada paciente.

Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos

O dia 5 de maio foi instituído para alertar a população sobre os riscos causados à saúde pela automedicação. O objetivo é ressaltar que o uso de medicamentos sem a orientação de um profissional é responsável pelos maiores índices de intoxicação e reações adversas aos remédios.  

Não faça o uso de remédios por conta própria e fique atento aos sinais: caso se sinta mal ou suspeite de reações adversas a medicamentos que ingeriu, procure auxílio de um médico, farmacêutico ou da equipe de saúde. Evite a automedicação, procure um especialista e faça o uso do medicamento com a dosagem e horários prescritos pelo profissional. Também é importante fazer o armazenamento correto do medicamento, não guarde em lugares úmidos ou quentes e não use após o prazo de validade vencer.

 


Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual de Urgências de Trindade (Hutrin)

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br

Camila Braunas (62) 99538-5680 – camila@ecco.inf.br


Postar um comentário

0 Comentários