Política

Após articulação de João Roma, Rogério Marinho e Bruno Reis assinam autorização para início do trecho 2 do BRT de Salvador




Depois da articulação do ministro da Cidadania, João Roma, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (Democratas) e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinaram nesta quarta-feira (2) a autorização para início da execução do trecho 2 do BRT da capital baiana. Serão investidos R$ 215,2 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União e contrapartida da prefeitura



Com isso, a elaboração dos projetos básico e executivo deve ser iniciada já em julho, com previsão para conclusão de três meses. Em seguida, a prefeitura fará a licitação para início da implantação do trecho 2, que vai da estação BRT Cidade Jardim (Parque da Cidade) à estação da Lapa. João Roma buscou articulação junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para agilizar o projeto para que as obras possam logo ser iniciadas, uma vez que se trata de uma ação importante para a mobilidade da capital baiana, envolvendo transporte público e outras intervenções viárias.

"Nós trabalhamos para ajudar a agilizar este projeto, porque sei que ele vai ser importante para melhorar a vida das pessoas em Salvador, principalmente daquelas que mais precisam, daquelas que utilizam o transporte público diariamente. Agora, com a autorização para a elaboração dos projetos, nosso desejo é que o processo possa caminhar e que as obras sejam logo iniciadas. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro Rogério Marinho pelo carinho e atenção com Salvador. Vamos continuar à disposição para ajudar no que puder nossa capital baiana", afirmou Roma.

Além de João Roma, Rogério Marinho e Bruno Reis, participaram da solenidade de assinatura o deputado federal Marcio Marinho (Republicanos); o secretário municipal de Infraestrutura de Salvador, Luiz Carlos; o secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Pontes.

Ainda nesta quarta, Roma acompanhou Bruno Reis em visita ao presidente Jair Bolsonaro para discutir projetos para Salvador. No encontro, foi debatido um financiamento de 125 milhões de dólares, junto ao Banco Mundial, para ações nas áreas da saúde, social e educação na capital baiana.

Sobre o projeto
As obras do trecho 2 do BRT vão da estação da Lapa ao Parque da Cidade. Além da implantação do corredor expresso, de viadutos na avenida Garibaldi e do elevado paralelo no Vale das Pedrinhas, serão construídas seis estações: Vasco da Gama, Ogunjá, HGE, Rio Vermelho, Vale das Pedrinhas e Cidade Jardim. Além disso, a estação da Lapa será reformulada para permitir a operação do BRT de forma integrada ao metrô.

Para a elaboração dos projetos básico e executivo, o Orçamento Geral da União empenhou R$ 1 milhão, sendo R$ 175,5 mil liberados agora e o restante quando o empreendimento começar a ser executado. A contrapartida do município é de R$ 7,1 milhões.

O trecho 1 do BRT está em fase final de obras, com viadutos e retornos já concluídos e sendo utilizados pela população. Os trechos 1 e 2 do BRT vão ligar a Estação da Lapa à região do Iguatemi. O trecho 3, por sua vez, prevê a ligação com a orla, passando pelo bairro do Itaigara. O trecho 1 está sendo utilizado com recursos do Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte), do MDR.

Postar um comentário

0 Comentários