Política

Campanha do Agasalho da CLDF quer amenizar situação agravada pela pandemia



Três pontos de coleta já estão funcionando na sede da CLDF para receber doações de roupas diversas, cobertores, toucas, meias e outros itens do vestuário que estiverem em bom estado



A situação dos desabrigados e de famílias de menor renda, que sofrem com as baixas temperaturas durante o inverno, tem sido agravada durante a pandemia por vários motivos. Para amenizar os efeitos do frio sobre os cidadãos brasilienses em condição de vulnerabilidade, a Câmara Legislativa do Distrito Federal lança a Campanha do Agasalho 2021, com o slogan "Seu guarda-roupa não sente frio! Doe um agasalho para quem precisa".

A iniciativa foi elaborada pela Procuradoria Especial da Mulher, cuja titular é a deputada Júlia Lucy (Novo). "Já estamos num momento de temperaturas mais baixas aqui no DF, que vai se acentuar. Infelizmente, muitos não conseguem se proteger e o frio mata. A sua colaboração vai levar conforto a muita gente, principalmente mulheres. Também há indígenas que precisam dessa atenção e vamos ajudar esse grupo", conclama a parlamentar.

Pontos de coleta

Três pontos de coleta já estão funcionando na sede da CLDF para receber doações de roupas diversas, cobertores, toucas, meias e outros itens do vestuário que estiverem em bom estado. "Chegou a oportunidade de olhar para aquelas roupas guardadas que não estão sendo usadas e desapegar. Além de deixar a casa e os armários mais leves, os doadores estarão praticando o cuidado com o outro, aquecendo a vida de muitos que precisam", incentivam os organizadores.

Os pontos de coleta estão na entrada principal da Casa, na portaria do térreo inferior e na garagem. A Campanha do Agasalho terá mais locais de coleta que serão divulgados nos próximos dias.

Postar um comentário

0 Comentários