Política

ABE distribui máscaras contra a Covid-19 e informativos sobre epilepsia em estações do Metrô de São Paulo

São Paulo, julho de 2021 – Depois de impactar o Brasil com a campanha “Quem vê cara, não vê epilepsia”, mote do Março Roxo deste ano, a Associação Brasileira de Epilepsia segue firme na missão de promover ações de saúde e de conscientização. Nos dias 15 e 16 de julho, a ABE distribuirá máscaras de proteção contra a Covid-19 e informativos sobre primeiros socorros em casos de crises epilépticas nas estações Vila Prudente (Linha Verde) e Tatuapé (Linha Vermelha) do Metrô de São Paulo.

Serão distribuídas 1.000 máscaras para incentivar a população a continuar com os cuidados na pandemia, uma vez que a vacinação tem avançado, mas o cenário ainda é crítico. Já sobre a epilepsia, serão entregues 2.000 flyers com orientações sobre como agir em situações de crise.

“A epilepsia é uma doença que ainda é envolta em muitos estigmas, preconceitos e desinformação. Se as pessoas não conhecem o que é, também não saberão como agir. Por isso é tão importante a informação como prestação de serviço”, explica Maria Alice Susemihl, Presidente de ABE.

“Quem vê cara, não vê epilepsia”

Criada inicialmente para o Março Roxo deste ano, a campanha Quem vê cara, não vê epilepsia” reúne peças que enfatizam que a epilepsia não tem cor, classe social, profissão ou biotipo específico e que acontece com um número significativo da população. O mote se relaciona perfeitamente com a dinâmica do Metrô, onde milhares de pessoas se cruzam sem saber as histórias das outras, em um ambiente onde quem têm a doença pode ter crises.

Mais informações em https://epilepsiabrasil.org.br.

Serviço

Distribuição de máscaras e informativos sobre epilepsia

Data: 15 e 16 de julho

Local: Estações Vila Prudente e Tatuapé do Metrô


 

Postar um comentário

0 Comentários