Equipe de voluntários do HRF vai às ruas levar doações de roupas de frio



Em alguns estados brasileiros, os últimos dias foram marcados pelas baixas temperaturas e sensação térmica abaixo de zero. Isso porque, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), uma grande massa de ar frio alcançou o Brasil e deixou o país em alerta laranja – declínio de temperatura. 

O Centro-Oeste está na lista das regiões afetadas nesse ano e, em algumas cidades, os termômetros marcaram 12°C. Pensando em acolher pessoas em vulnerabilidade social, o Hospital Regional de Formosa desenvolveu e mantém durante todo o ano a campanha do agasalho “Mãos que doam, corações que aquecem”. 

Com o iminente alerta de perigo da queda acentuada de temperatura, a Comissão de Responsabilidade Social, em conjunto com o departamento de Recursos Humanos (RH) do HRF, saiu às ruas da cidade durante esta semana com a missão de doar peças de frio arrecadadas nos últimos dias.

Talita Monteiro, assistente administrativa do RH da unidade e voluntária das ações, afirma que a doação traz também muito acolhimento. “O espírito de ajudar as pessoas vai além de doar peças de roupas nesse período de frio severo, mas também levar uma palavra de carinho, um olhar que transmita conforto e que aqueça os corações”. 

A equipe de voluntários do HRF percorreu ruas e avenidas da cidade distribuindo moletons, calças, luvas, toucas, cobertores, lençóis e outros utensílios doados pelos colaboradores da unidade.

Respeitando todos os protocolos sanitários, a equipe de Responsabilidade Social do HRF recolhe as peças doadas, lava, passa e embala antes de partirem para às ruas. Dessa forma, em um momento em que a segurança de todos é prioridade, ninguém sofre com qualquer tipo de exposição. 

Doar faz bem

O frio que castiga a pele também deixa espaço para que, cada vez mais, as pessoas sejam solidárias e façam doações. Desde que a campanha desse ano foi intensificada na unidade hospitalar, em detrimento das baixas temperaturas, mais de 80 peças foram arrecadadas.

De acordo com pesquisas, doar ao próximo faz bem e ativa áreas do cérebro como a memória afetiva, ajuda a melhorar a qualidade de vida do doador, e os benefícios da doação são ainda maiores se o doador tiver algum contato pessoal com o beneficiado.

“Sou muito grato por participar dessa ação e conseguir enxergar que existem outras pessoas sem roupa ou comida e eu posso fazer a diferença na vida delas”, contou Olavo Gomes, assistente de patrimônio do HRF que se sente grato e motivado por fazer parte de ações como a campanha do agasalho. 

Onde doar

A Comissão de Responsabilidade Social promoverá novas saídas com outra parte das doações nos próximos dias. Portanto, é importante ressaltar que a campanha “Mãos que doam, corações que aquecem” ainda receberá, de munícipes e interessados em contribuir, artigos de inverno por meio do almoxarifado da unidade de segunda à sexta, das 7 às 17 horas e, à noite, é preciso procurar por um supervisor de plantão na unidade, sediada na avenida Av. Maestro João Luiz do Espírito Santo, s/n - Parque Laguna 2, em Formosa.

 

Sobre o HRF

O Hospital Regional de Formosa foi estadualizado em abril de 2020. O processo teve início em agosto de 2019 e passou pela aprovação da Câmara dos Vereadores e da Assembleia Legislativa. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED assumiu a gestão, em junho, com o compromisso de ampliar o atendimento à população instalando 20 leitos de UTI para pacientes com Covid-19. 

As obras estão em andamento e durante o processo de regionalização a população continuará contando com os serviços de Pronto Socorro 24 horas, clínica médica, ortopedia e atendimento a gestantes. Passada a urgência da pandemia o Hospital com melhorias na infraestrutura ficará para a região, ampliando as opções de atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 ____________________________________

Assessoria de Comunicação Hospital Regional de Formosa/ Ecco Comunicação 

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br  

Dario Vasconcelos (11) 95761-7712 – dario@ecco.inf.br

Postar um comentário

0 Comentários