Hetrin retoma as cirurgias eletivas

 

Todos os cuidados foram redobrados seguindo as recomendações da OMS para poder tratar as demandas da população, em procedimentos agendados pelo Complexo Regulador

Foto: Divulgação


Para atender a população de forma humanizada e ajudar na linha de frente do combate ao coronavírus o Hospital Estadual de Trindade (Hetrin), a exemplo de outras unidades de saúde do país, criou uma ala exclusiva e especializada no tratamento de pacientes com Covid-19.

Esse processo fez com que as cirurgias eletivas, aquelas que não são de urgência, fossem postergadas para outras datas. O objetivo foi minimizar o risco de contaminação e garantir a segurança de pacientes e profissionais da saúde. Neste momento, com a situação menos crítica, os procedimentos foram retomados pelo hospital.  

De acordo com o diretor do Hetrin, Getro de Oliveira Pádua, a unidade de saúde segue todos os protocolos de segurança para realizar os procedimentos com responsabilidade. “O Hetrin está preparado para atender todas as demandas da população. Com a situação pandêmica mais controlada e com colaboradores capacitados é possível conciliar o atendimento COVID com a retomada parcial dos procedimentos cirúrgicos prezando pelo bem-estar da comunidade e dos profissionais de saúde”, afirma Getro Pádua.

A unidade redobrou todos os cuidados e segue à risca as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), como o uso de álcool em gel e máscaras. Para poder atender todas as demandas da população, o Hetrin segue com alas separadas, sendo uma para Clínica Médica, uma para Covid-19 e uma destinada a pacientes cirúrgicos.

Neste momento, os procedimentos realizados no hospital serão de baixa e média complexidade, como colecistectomia (retirada da vesícula biliar), as de hérnias (umbilical, inguinal e fissional) e a de laqueadura. Já os procedimentos ortopédicos que não utilizam materiais especiais e as intervenções ginecológicas simples também serão retomados.

É importante ressaltar que as cirurgias eletivas do Hetrin são agendadas pelo Complexo Regulador da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás.

"Nesse primeiro momento estamos verificando quais pacientes já estavam à espera das cirurgias, via o Complexo Regulador, para poder resgatar aqueles que ainda tenham interesse, para que passem novamente pela avaliação médica de forma que estejam aptos para o procedimento", finaliza o gerente do Hetrin, Raphael Ferreira Santana.

 

Assessoria de Comunicação - Hospital Estadual de Urgências de Trindade (Hetrin)

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br

Camila Braunas (62) 99538-5680 – camila@ecco.inf.br

Postar um comentário

0 Comentários