Segundo o SNIC, vendas de cimento crescem 1,1% em agosto





Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento foi de 5,9 milhões de toneladas
 
 
No acumulado de janeiro a agosto de 2021, o volume comercializado de cimento foi de 43,4 milhões de toneladas. Ou seja, um aumento de 11,4%, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). Na avaliação do  especialista em construção civil Marlus Franco, da AMG Engenharia, a  procura pelo material indica continuidade da venda de imóveis e das reformas.
 
Porém a alta no preço de materiais de construção ainda reflete negativamente no segmento da construção civil, o que tem preocupado os empreendedores brasileiros. Conforme o  Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI) registrado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre julho de 2020 e junho de 2021, houve um aumento de 32,92%. Ou seja, a reforma tá mais cara.
 

Marlus afirma que o mercado está oscilando, mas alguns itens já apresentaram queda no valor. “O aço foi um dos vilões, mas já teve uma queda de 10%. É discreta, não é o preço que queríamos, mas esperamos uma redução maior. No entanto, os valores não devem ser os mesmos do período pré-pandêmico”, explica o especialista. 

Postar um comentário

0 Comentários