Neoenergia

O ABSURDO “CARBONO NEUTRO” DO BANCO BRADESCO


Recentemente o Banco Bradesco lançou uma campanha sobre o carbono neutro. A proposta é que as pessoas reduzam a emissão de carbono e para tanto o branco se propôs a dar "dicas valiosas" em uma série de vídeos. Em um dos vídeos, três influenciadoras falam que a redução do consumo de carne, com a adoção da "segunda sem carne", seria favorável à diminuição da emissão do carbono, uma vez que criação de gado contribui para a emissão de gases de efeito estufa. 

Pesquisas científicas realizadas por Instituições e Entidades de renome nacional e com alta credibilidade, tais como a EMBRAPA, provam que dentro do sistema de produção da carne brasileira, predominante a pasto, o capim sequestra muito mais carbono do que o boi emite, deixando assim um saldo positivo para o meio ambiente e contribuindo assim para melhorias na qualidade de vida do ser humano.

"A atividade Agropecuária brasileira, alimenta milhões de pessoas no mundo, somos os maiores produtores de carne e soja e estamos entre os principais produtores de leite entre outros produtos, o agro vem sustentando a balança comercial brasileira às custas de muita dedicação e esforço do produtor, falar em redução de consumo chega a ser irresponsável, uma vergonha ao país", ressaltou a presidente da Comissão de Agricultura deputada federal Aline Sleutjes. 

O vídeo foi retirado do ar no dia 24 de dezembro de 2021, mas o impacto negativo da ação foi visto e comentado nos quatro cantos do Brasil, realmente um erro de um banco que depende extremamente da agropecuária brasileira.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem