Luto: Morre Carlos Vieira, pai do deputado Lissauer Vieira

Faleceu nesta segunda-feira, 21, em São Paulo, o agropecuarista Carlos Vieira, pai do presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira. O velório e sepultamento ocorrem nesta terça-feira, 22, em horário a ser definido


A cidade de Rio Verde perdeu, na tarde desta segunda-feira, 21, um de seus maiores empresários do ramo da agricultura. Faleceu, em São Paulo, Carlos Vieira, aos 81 anos, pai do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, deputado Lissauer Vieira (PSB). Carlos Vieira estava internado no Hospital Vila Nova Star onde estava internado para tratamento de uma infecção.

Carlos Vieira, pai do presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira, completaria 82 anos no próximo dia 28/02. Era produtor rural na cidade de Rio Verde, onde construiu boa parte de sua história no agronegócio.


Natural de Ijuí (RS), ele se mudou para Goiás com a família no final da década de 80, quando Lissauer tinha 9 anos. A família toda saiu do município de Coronel Bicaco (RS), onde moravam, para se mudar para Rio Verde.

Casado, era pai de seis filhos, sendo três do casamento com dona Cecília Zanella: Vera Suzi, Ana Amélia e Lissauer. Os outros três filhos são: Júlio César, José Valdir e José Valmir, frutos de relacionamento anterior.

O sepultamento e velório vão ocorrer na terça-feira, 22, em Rio Verde, em horário a ser divulgado. 

Na tarde de hoje, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa publicou Decreto Administrativo decretando luto oficial por três dias e também suspendendo o expediente administrativo no Poder Legislativa nesta terça-feira, 22, retornando às atividades administrativas na quarta-feira, 23.

Fotos: Marcelo Santos.

Cidadão goiano
No dia 22 de dezembro de 2021, o governador Ronaldo Caiado sanciou a a Lei Estadual nº 21.213 (originalmente projeto de lei nº 5137/20), de autoria do deputado Chico KGL (DEM), que concede Título de Cidadania Goiana ao produtor rural gaúcho Carlos Vieira, de Rio Verde, pai do deputado Lissauer Vieira (PSB). De acordo com o deputado Chico KGL, o homenageado acreditou, de forma visionária, na potencialidade agropecuária de Goiás. Natural de Ijuí (RS), Carlos Vieira, de 81 anos, trabalhou na lavoura de arroz e milho de sua família, na zona rural, até os 18 anos de idade.

Posteriormente, Carlos arrendou terras e, ainda no estado natal, trabalhou por cinco anos com cultivo de milho e soja, conforme justificativa do projeto. Na ocasião, comprou o seu primeiro caminhão e passou a trabalhar com compra, venda e transporte de cereais. No ramo, fundou, em 1973, a Transcarlos, no município de Coronel Bicaco (RS).

Em Goiás, deu início à sua atuação no ano de 1977, quando, de acordo com a matéria, começou o seu legado de contribuição para o crescimento econômico do estado. No ano seguinte, Carlos Vieira teria fundado, no município de Itumbiara, a empresa de revenda de sementes de soja, por nome Sementes Riograndense. Em 1982, adquiriu terras no município de Rio Verde (GO), onde foi um dos pioneiros na produção rural, em especial no cultivo de soja.

Segundo amigos, Carlos Vieira, com sua garra e determinação, foi um visionário a perceber o perfil que o estado de Goiás tinha para o cultivo da soja. Com muito trabalho árduo e com uma força de vontade ímpar, acompanhou esse ritmo que passou a ditar o próprio desenvolvimento da economia do estado de Goiás assim como do próprio País”.

O empresário expandiu suas atividades em 1989, ao município goiano de Paraúna. Em 1990, mudou-se, de forma definitiva, para a cidade de Rio Verde, onde reside e atua no ramo da agropecuária.
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem