Volvo investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil até 2025

Volvo investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil até 2025

O Grupo Volvo América Latina investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil durante o ciclo de investimentos entre 2022 e 2025. Os recursos são destinados principalmente para P& de novos produtos e serviços.

No segmento de caminhões, a Volvo vendeu 17.980 veículos pesados emplacados em 2021 (+41%), com destaque para o Volvo FH 540, que foi o caminhão mais vendido no Brasil, com 8.935 unidades emplacadas, número superior até mesmo ao de caminhões leves.

Outro destaque foi o desempenho em vendas da linha Volvo VM, que cresceu 81% em emplacamentos, com 6.393 veículos comercializados. Na soma total, a Volvo emplacou 21.823 caminhões no Brasil em 2021, um crescimento de 45,7% sobre o ano anterior.

Já em semipesados, o crescimento foi ainda maior, com 3.843 veículos comercializados, 73% a mais que em 2020. Os Volvo FH, FM e FMX foram os grandes destaques da marca em 2021. Somados, foram emplacadas 15.430 unidades, das diversas versões. A linha 2022 destes modelos foi totalmente renovada, com entregas iniciadas a partir do último mês de outubro.

"Os pesados Volvo são os preferidos do transportador brasileiro porque reúnem características muito valorizadas no setor: baixo consumo de combustível, grande disponibilidade, alto grau de tecnologia embarcada e muitos dispositivos de segurança", afirma Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo no Brasil.

"Nos preparamos muito para esse crescimento, com novas contratações e expansão de turno em nossa produção. Mesmo com os desafios no suprimento de peças, conseguimos entregar o maior volume de nossa história no país", celebrou Cavalcanti.

"O Brasil manteve a importante posição de segundo maior mercado de caminhões da Volvo no mundo, mesmo numa época de limitações por conta da pandemia e das restrições da cadeia de suprimentos. Estamos orgulhosos em celebrar o melhor ano da história da marca no país", comemora Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina.

Em outros países da América do Sul, a Volvo também conseguiu uma boa recuperação em 2021. No Peru, a empresa entregou 1.628 caminhões, crescimento de 62% sobre o ano anterior, enquanto no Chile este número alcançou 1.355 entregas (crescimento de 42%).

Ao todo, a Volvo entregou 25.808 caminhões entregues na América Latina em 2021, 43% a mais que no período anterior. "Para 2022, também vemos boas perspectivas. No entanto, os desafios da cadeia de produção, tanto em capacidade quanto em aumento de custos, vão exigir atenção ao longo do ano todo", afirma Lirmann.

A Volvo manteve sua grande relevância na categoria dos chamados vocacionais, destinados para operações severas e com topografias acidentadas. As vendas dos veículos fora de estrada aumentaram 118%. Esta categoria já representa 18% dos caminhões comercializados pela marca. Destaque para o os segmentos de cana de açúcar, madeira e construção.

Somente do modelo VM Light Mixer, voltado para a construção civil, foram entregues mais de 500 unidades. Em 2021 a Volvo manteve alto volume de contratos de planos de manutenção. Oito em cada dez caminhões comercializados foram entregues com esse tipo de cobertura, que garante muito mais disponibilidade aos veículos.

"Nossos clientes estão cada vez mais focando em gestão de transporte e delegando a manutenção para a Rede Volvo, que é altamente especializada. Com isso, asseguramos alta disponibilidade aos caminhões, com reparos de alta qualidade, com peças genuínas e mão de obra especializada", assegura Alcides Cavalcanti.

Com informações de Brasil 61
Emerson Tormann

Técnico Industrial em Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Especialista em inspeção predial. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem