Calor intenso requer cuidados extras com os animais domésticos

Com as temperaturas elevadas, o corpo instintivamente busca alternativas para amenizar o calor, seja por meio da hidratação, de alimentos refrescantes ou de ambientes mais frescos. Estar atento a esses sinais evita complicações à saúde. Agora, se as pessoas sofrem com o verão intenso, imagine os animais de estimação? Eles precisam de tutores dedicados que zelem pelo seu bem-estar, principalmente, em casos climáticos extremos.

O pet precisa ter à sua disposição água limpa e fresca; ambiente com sombra e circulação de ar constante e superfícies frias, para se refrescar. Caso contrário, o animal acaba aumentando a ventilação pulmonar, ou seja, fica ofegante, o que a longo prazo poderá resultar em “agonia respiratória” e até uma hipertemia, que provoca vômito, coagulação intravascular disseminada, edema pulmonar, parada cardíaca e morte.

Alimentos de qualidade, camas apropriadas para o porte, comedouros, brinquedos e acessórios também são necessários para o bem-estar dos animais domésticos. “Disponibilizamos diversos produtos para atender as necessidades dos companheirinhos de nossos clientes, sejam cachorros, gatos, passarinhos, peixes ou tartarugas. Sabemos dos benefícios que eles proporcionam para às famílias”, comenta o gerente do Fort Atacadista, Éderson Fiorese.


Cão Vuon, adotado pelo Grupo Pereira, recebe os cuidados da equipe

O Fort Atacadista, bandeira de atacarejo do Grupo Pereira, também auxilia organizações não governamentais (ONG 's) que atuam na área da proteção animal. A cada unidade inaugurada, uma doação em dinheiro é realizada para determinada instituição do município voltada a animais.

EFEITOS DO CALOR

No verão o tutor não deve estimular atividades físicas ou brincadeiras com seu pet nos horários de maior calor, muito menos deixá-lo sozinho dentro do carro ou levá-lo passear no sol escaldante. Evite provocar queimaduras em suas patas por caminhar no asfalto ou na areia quente. Antes de qualquer passeio verifique a temperatura do chão, se estiver quente ou desconfortável para você, também estará para seu animalzinho. Lembre-se de levar uma garrafa de água para hidratar seu pet durante as caminhadas ao ar livre, em praças ou parques.  




Essa elevação da temperatura também favorece a proliferação de pulgas, carrapatos, mosquitos e moscas. Para que seu companheiro esteja protegido utilize produtos adequados e repelentes próprios para pets. Os donos devem ficar atentos a feridas ou lesões na pele do animal, além de aumentar a frequência de banhos com shampoo e condicionadores específicos e realizar a secagem completa porque a umidade nos pelos pode contribuir com o aparecimento de parasitas.

DICAS:

- Aumente a oferta de água ao disponibilizar mais bebedouros pela casa ou pelo pátio;

- Utilize bebedouros com movimento de água para estimular a ingestão, principalmente pelos gatos;

- Mantenha a água sempre geladinha ao oferecer ao longo do dia cubos de gelo no bebedouro;

- Ofereça picolés de sachês, que são feitos ao colocar no sachê um pouquinho de água até cobrir os pedacinhos de carne e, posteriormente congelá-lo;

- Amplie a oferta de banhos para refrescar seu bichinho;

- Invista em tapetes gelados específicos para cães;

- Use borrifador com água para hidratar as patas e o dorso do animal;

- Avalie o trajeto dos passeios e dê preferência para locais com gramas e bem arborizados;

- Evite passear em horário de calor intenso.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem