Fraga gera desinformação e cria conflito desnecessário entre Forças de Segurança, alerta Sinpol-DF

A suplementação do auxílio-alimentação e a criação do auxílio-uniforme para os servidores da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) não são concessões de novos benefícios: tratam-se de medidas que visam equalizar o tratamento dispensado a esses servidores em relação às demais Forças de Segurança da capital

Foto: Facebook Fraga.

Este é o posicionamento defendido pela diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) e que, mais uma vez, precisa ser reforçado diante da mensagem da propaganda político-partidária do ex-deputado distrital Alberto Fraga (União Brasil), veiculada na última quarta, 02 de março.

No vídeo veiculado na TV, com intuito de gerar desinformação na população e criar conflito dispensável entre as corporações, Fraga afirma que o governador Ibaneis Rocha (MDB) “humilhou e desprezou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do DF quando concedeu benefícios a outra categoria [Polícia Civil]”.

Ainda com base nas declarações equivocadas do ex-deputado, é necessário novamente esclarecer que:

Primeiro, PMs e bombeiros do DF dispõem, há anos, do auxílio-fardamento. Por outro lado, policiais civis sempre custearam do próprio bolso o uniforme e equipamentos de proteção individual exigidos pela PCDF. Em segundo lugar, cabe frisar que a suplementação do auxílio-alimentação concedida aos policiais civis foi proposta para que se igualasse ao valor já recebido, desde 2015, pelos militares.

Com a aproximação do período eleitoral, representantes políticos da Segurança Pública têm adotado posicionamentos equivocados, polêmicos e repletos de desinformação para angariar votos nas bases. Entretanto, discursos como esse em nada contribuem para as corporações, apenas incendeiam conflitos que desviam o foco do que é essencial às instituições: a valorização do servidor das Forças de Segurança.

Em razão disso, a Diretoria Executiva do Sinpol-DF repudia veementemente as declarações propagadas pelo ex-deputado Alberto Fraga.
Rosângela Chimiti

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem