Restaurante Popular de Salvador promove programação especial para mulheres

Foto: Bruno Concha/Secom


Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Restaurante Popular Cuidar de Salvador, no bairro de de Pau da Lima, promoveu uma manhã de cuidados para a beleza e saúde das mulheres usuárias da unidade. Nesta terça-feira (8), cerca de 450 pessoas participaram da programação especial, que ofereceu serviços de massagem, penteados, limpeza de pele, esmaltação de unhas, podologia e aferição de glicemia e pressão arterial. Durante as atividades, que ocorreram das 8h30 às 11h30, as assistidas também participaram de mini palestras sobre a valorização feminina.

Realizado pela Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), através da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), o evento contou com a parceria voluntária da Brasil Nutrição, SOS Sertão e Arte das Tranças. Além da oferta de serviços de beleza e saúde, durante a programação houve entrega de brindes. Para comemorar o Dia da Mulher, também foi elaborado um cardápio especial, composto por peixe escabeche, feijão, arroz, purê, saladas, frutas e sobremesa.

 

Guerreiras – O coordenador da Cosan, Wilson Neto, falou que a unidade tem como objetivo cuidar das assistidas de forma ampla, com ações que vão além da alimentação. “No Dia da Mulher, para essas mulheres que são tão batalhadoras, guerreiras e passam por situações tão complicadas, estamos oferecendo um dia de cuidado. Muitas delas não têm condição de fazer uma limpeza de pele ou ir ao podólogo, por exemplo, então a gente traz isso para elas hoje, em homenagem a essa data especial”, ressaltou.

 

Usuária assídua dos serviços oferecidos no Restaurante Popular, Cecília Guimarães, de 62 anos, aprovou a iniciativa. “As mulheres precisam ser valorizadas todos os dias. Hoje é uma data especial, em que somos honradas e homenageadas. Acho o evento válido e importante para elevar a autoestima dessas mulheres, que assim como eu, estão aqui todos os dias porque precisam de comida e cuidado”, disse.

 

A dona de casa Jenice de Oliveira, de 63 anos, falou sobre a situação de vulnerabilidade em que vive, e destacou a felicidade de ter um dia de beleza. "Estou desempregada e por isso venho aqui diariamente. Diante de tantas dificuldades, hoje vivemos um dia diferente. Estou feliz porque, mesmo sem condições de ir ao salão, pude cuidar da minha pele e cabelo. É uma iniciativa muito boa, é uma oportunidade de ficar mais bonita e consequentemente mais alegre”, festejou.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem