Caiado lança planta de exploração mineral em Mara Rosa

O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) participou nesta quinta-feira (28/04) do lançamento da pedra fundamental para a construção de uma planta de exploração mineral em Mara Rosa, na região Norte do Estado. A mina de ouro, denominada Posse, pertence ao grupo peruano Hochschild Mining e receberá investimentos da ordem de R$ 900 milhões só para a implantação do empreendimento

Ronaldo Caiado participa de lançamento da pedra fundamental para instalação de mina de ouro da empresa peruana Hochschild Mining, em Mara Rosa, no Norte do Estado. “Vocês terão total parceria para gerar desenvolvimento e qualidade de vida para esta a região”, diz governador (Fotos: Júnior Guimarães).

“Vocês terão total parceria do Governo de Goiás para gerar desenvolvimento e qualidade de vida para a região Norte de Goiás”, afirmou Ronaldo Caiado. Segundo ele, a meta da gestão é que o Estado se torne referência em mineração, com destaques para Mara Rosa, Alto Horizonte, Minaçu e outros municípios.

Em Mara Rosa, a previsão é de que sejam gerados 1.350 empregos na fase de construção do projeto e outros 810 para a operação da mina. O compromisso da mineradora é de utilizar 75% de mão de obra local, tanto na implantação do empreendimento como depois, em sua operação. Até o momento, o investimento feito é na exploração mineral (geologia).

O diretor-executivo da Hoschscild, Ignacio Bustamante, explicou que a mineradora vai contar com empresas e trabalhadores de Mara Rosa e região, oferecendo capacitação a todos que queiram participar do projeto. “Queremos deixar um legado para a cidade e outras partes de Goiás e do Brasil”.

Para o prefeito de Mara Rosa, Flávio Moura, há uma grande expectativa de que a chegada da mineradora assegure benefícios para a população. “Goiás está se desenvolvendo e crescendo em meio a tantas dificuldades, estamos vendo as coisas acontecerem”, disse o chefe do Executivo municipal sobre a gestão de Caiado frente ao Estado.

A mina do grupo peruano foi adquirida recentemente da mineradora Amarillo Gold. O início da produção comercial está programado para o primeiro trimestre de 2024. A previsão é de produzir 102 mil onças (pouco mais de três toneladas) de ouro nos quatro primeiros anos de operação e 80 mil nos anos seguintes. A vida útil da mina, que vai trabalhar com tecnologia que dispensa represa de rejeitos minerais, é estimada em dez anos.
Empreendimento contará com modelo de operação que recupera 85% da água dos rejeitos, e que retorna ao processo de beneficiamento em circuito fechado

Ao final do lançamento da pedra fundamental, a empresa já recebeu a licença de instalação, concedida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). “Aquilo que em outros Estados demora seis anos, a Hoschschild já recebe neste momento para começar a obra ainda hoje”, comemorou Caiado.

A secretária Andréa Vulcanis (Semad) destacou a segurança do projeto em relação às questões ambientais. “É assim que trabalhamos: de forma técnica, assegurando todos os direitos da natureza e os direitos das pessoas, que são o elemento central de toda essa discussão”.

Benefícios

A escolha da empresa peruana pela mina de Mara Rosa está relacionada às características do empreendimento e do município. A região tem boa infraestrutura, incluindo acesso à mina, rodovias, serviços e mão de obra. Por meio do sistema dry stacking, de empilhamento a seco, o empreendimento contará com um modelo de operação que utiliza menos recursos, recuperando 85% da água dos rejeitos, que retorna ao processo de beneficiamento em um circuito fechado.

O secretário de Indústria e Comércio (SIC), Joel Sant’Anna Braga, explicou que, além de receber novas empresas da área, o Governo de Goiás desenvolve o Plano Goiano de Mineração, que já conta com R$ 700 mil em recursos federais da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco). “Goiás tem várias minas a serem exploradas e o governo estadual pode oferecer segurança para as empresas, qualificação de mão de obra e toda a infraestrutura necessária”, disse o secretário.

Também participaram do lançamento em Mara Rosa, o presidente do conselho de Administração da Hoschschild Mining, Eduardo Hoschschild; o country manager da mineradora, Edson Del Moro; o embaixador do Peru no Brasil, Rômulo Acúrio; o senador Luiz do Carmo; os deputados estaduais Talles Barreto e Cairo Salim; o secretário de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) Márcio Pereira; os prefeitos de Alto Horizonte, Luiz Borges da Cruz; de Amaralina, Dásio Marques; de Campinorte, Cleomar Contador; de Campinaçu, Doutor Douglas e de Estrela do Norte, Edmar de Assis.
Editado por Hosana Alves via Secretaria de Comunicação – Secom-GO
Rosângela Chimiti

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem