MULHER NEGRA PARA VICE PRESIDENTE DO BRASIL

O megaempresário Pablo Marçal é pré-candidato à presidência da República. Na foto diante de 30 mil pessoas na Arena de Barueri -SP, ele mostra que pretende disputar o segundo turno e vencer!

Por Eunice Lourenço

O bem-sucedido empresário brasileiro Pablo Marçal, cuja Plataforma Central de suas 27 empresas localiza-se em um elegante edifício no bairro de Alphaville em São Paulo, ao que tudo indica, demonstra ter grande admiração por Juscelino Kubitschek de Oliveira. Pablo que lançou sua pré- candidatura diante de 30 mil pessoas na Arena Barueri no domingo, 1/5/2022, já dá sinais de que não será um presidenciável para fazer figuração nas eleições do dia 2 de outubro próximo.


O jornalista Walter Brito (foto com o Pablo) fez 9 perguntas ao presidenciável, na coletiva que tinha jornalistas do Brasil e do exterior

Na entrevista coletiva que concedeu hoje, 6/5, para dezenas de veículos do Brasil e do exterior, o jovem presidenciável de 35 anos, que além de investidor na área imobiliária, ele também é fazendeiro e produtor rural, entre outras atividades. Marçal mostrou segurança na discussão referente aos seus planos para administrar o país em diversas áreas, tais como economia, saúde pública, tecnologia, educação, produção agrícola, indústria, emprego, empreendedorismo, relações internacionais, pandemia, e como destravar o Brasil para o pleno desenvolvimento de acordo com os ditames da modernidade e as novas tecnologias.


A empreendedora fluminense, que é poliglota  e vive em Brasília há 29 anos, ao que tudo indica, quer continuar morando em Brasília e de olho no Palácio do Jaburu, pois é cotada para ser escolhida como vice do Pablo

De forma tranquila, Pablo respondeu, com muita atenção e sabedoria, às perguntas formuladas tanto presencial, como virtualmente. Questionado pelo jornalista Walter Brito (que é pré candidato a deputado federal pelo PROS de São Paulo), referente a sua possível vice, que deverá ser uma mulher negra e de preferência divorciada, o pai de família Pablo Marçal aproveitou para dizer que está avaliando junto com sua assessoria os nomes de mulheres negras das diversas regiões do Brasil, que lhe foram sugeridos, e ainda no mês de maio, que é o mês das mães, ocasião muito significativa para ele e para a maioria de brasileiros de todos os cantos, neste mês, portanto, ele dará o veredito e deverá apresentar sua vice em um importante evento político e para a divulgação de sua pré-candidatura em Brasília. 

A primeira afrodescendente a ocupar a posição de CEO no Brasil e um dos raros nomes da América Latina,  Raquel Maia, 51 anos completos, também poderá ter uma conversa com o presidenciável do PROS, o jovem de 35 anos

Neste sentido, a jornalista piauiense Jardênya publicou em um de seus sites os seguintes nomes que estão sendo analisados em conjunto com o PROS, o presidenciável e sua assessoria. A advogada brasiliense, doutora Gisele Reis; o cabo da Polícia Militar de São Paulo, Fátima Aparecida dos Santos, conhecida no meio político como Pérola Negra. 

Fátima Aparecida dos Santos, a Pérola Negra e cabo da gloriosa polícia do Estado de São Paulo já chega com 700 mil votos, obtidos em 2018, quando foi candidata a vice-governadora pelo Estado mais rico do Brasil. Divorciada e com 53 anos completos, Fátima quer ser ouvida pelo PROS e o Marçal.


Pérola concorreu às eleições de 2018 como vice-governadora de São Paulo, quando sua chapa obteve cerca de 700 mil votos e ficou em quinto lugar entre as doze chapas que disputaram o pleito. 

A doutora  Gisele Reis é uma advogada muito conceituada em Brasília, trabalha na TV Justiça, é conhecedora profunda da causa negra e foi candidata a vice de Evandro Pertence na disputa da OAB/DF 2021. Evandro é filho do eterno presidente da Suprema Corte Sepúlveda Pertence.


Outra pessoa que está sendo sondada, segundo a jornalista piauiense, é a famosa ex-CEO da Lacoste, a afrodescendente Raquel Maia.


A advogada Luciana Oliveira é paulistana, empreendedora e almeja se encontrar com a direção do PROS e quiçá - morar no Palácio do Jaburu em Brasília, a partir de 2023?

Também no páreo, a marqueteira política, professora de português e também especializada em língua brasileira de sinais - LIBRA, a professora de Aparecida em São Paulo, Roseli Bastos de Melo; a advogada, empreendera na área de energia solar e produção artística Luciana Oliveira, e a empreendedora brasiliense Dora Gomes.


A marqueteira Roseli também faz parte da lista de mulheres negras, a ser avaliada pelo Pablo, sua assessoria e os dirigentes do Partido Republicano da Ordem Social -PROS


Importante lembrar que o presidenciável, que foi recebido recentemente pelos ex-presidentes Fernando Collor de Mello, José Sarney e Michel Temer, disse na coletiva de hoje que antes da convenção de seu partido, pretende se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro, com o ex-presidente norte -americano Barack Obama e a vice-presidente dos EUA Kamala Harris.

No final, o Pablo Marçal disse que, caso vença o pleito para presidente do Brasil, seu governo será de diálogo e a mulher será tratada por quem entende de mulher: "Governar é como administrar sua família, você tem que dialogar o tempo inteiro com sua mulher e com todos os filhos, mais velhos e os mais novos e manter a maioria na mesa do diálogo, mesmo que alguns se levantem! Eu entendo de mulher, pois só me casei uma vez, o que não aconteceu com determinados presidenciáveis que se casaram diversas vezes. Por isso eu entendo mais de mulheres do que eles. Nesse sentido, eu vou criar o Ministério da Mulher e dar a dignidade e o protagonismo que a mulher precisa ter", concluiu.
Emerson Tormann

Técnico Industrial em Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Especialista em inspeção predial. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem