BRB

Quer usar o décimo terceiro salário de maneira eficiente?



Veja cinco dicas para aproveitar melhor a renda extra que chega no fim do ano 

Quem trabalha em regime de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) recebe junto a remuneração de novembro e dezembro um valor equivalente ao décimo terceiro salário, o prazo limite para as empresas efetuarem o pagamento. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o dinheiro extra tem o potencial de injetar na economia brasileira cerca de R$ 249,8 bilhões neste ano. Mas, a pergunta que sempre fica no ar é: qual a melhor estratégia financeira para usá-lo?  

Comprar presentes de Natal, investir em renda fixa ou guardar o dinheiro em uma caderneta de poupança? De acordo com o administrador e coordenador do curso de Administração da Faculdade Anhanguera, Samuel Novais, é importante que todos tenham cautela com o valor extra, analisando com calma o que fazer, já prevendo 2023.  

“Antes de gastar o dinheiro com as compras de final de ano, pense em como o pagamento do décimo terceiro pode ajudar a quitar as dívidas e melhorar o orçamento no futuro. O mais importante é não contrair novos boletos. Pense em ter uma vida financeira equilibrada. Se agir assim, o seu próximo 13º será totalmente sem compromisso”, pontua. 

Entre as maneiras de utilizar bem o valor extra estão:  pagar as contas do início do ano, como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), fazer investimentos ou poupar parte do dinheiro. 

“Sempre é bom ter uma reserva de capital para uma emergência. Porém, não deixe de comprar algo para si, e nem para alguém especial, mas que esteja de acordo com o seu orçamento”, aconselha.  

O coordenador do curso de Administração elencou cinco dicas cruciais para usar o décimo terceiro salário de forma inteligente.  

1. Dívidas 

Quem está no cheque especial ou parcelas de financiamento no cartão de crédito, deve usar o décimo terceiro salário para quitar essas dívidas. Se não der para “zerar” tudo, comece pelas contas que cobram os juros mais altos. Use a quantia recebida para ganhar um abatimento das dívidas na hora da negociação.  

2. Contas do começo do ano 

O planejamento é fundamental para tudo na vida. Já pensou começar o ano com o IPTU, IPVA, matrículas e materiais escolares pagos? Pois é, utilize o recebimento de novembro e dezembro para começar 2022 com uma folga no orçamento. 

3. Reserva de emergência 

Ter um fundo para imprevistos é fundamental para deixar a cabeça tranquila. Nunca se sabe quando vai ocorrer uma doença na família ou a perda de um emprego. Por isso, aproveite o salário extra para iniciar um “fundão”. O ideal é que se tenha um valor equivalente a, pelo menos, seis meses de despesas mensais.  

4. Investimentos 

Se você já tem um fundo para emergências e não tem dívidas, aproveite para investir. Escolha investimentos adequados às suas necessidades. O salário também pode se transformar no primeiro passo para contratar produtos financeiros que garantam a segurança financeira de todos da sua casa. Sempre aplique o dinheiro de forma estratégica, de olho no futuro. 

5. Presentes 

Se ainda assim você é daqueles que não consegue ficar sem gastar na época em que mais se presenteia, busque promoções. Aproveite a Black Friday e antecipe as compras, utilize apenas uma parte do valor recebido para os presentes.  


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos