BRB

COO da Rovensa visita nova sede da Oro Agri em Arapongas (PR)

José Alfredo Garcia, COO Crop Nutrition da Rovensa, grupo com sede em Lisboa (Portugal), composto por companhias avaliadas em 1 bilhão de euros, visitou, recentemente, o novo escritório da Oro Agri, empresa que atua nos segmentos de tecnologia de aplicação, nutrição e proteção de plantas, a qual controla desde o início de 2021. O executivo foi recepcionado por todos os colaboradores da companhia para a cerimônia de inauguração.

Presente em mais de 100 países e com pipeline promissor, a Oro Agri é peça-chave nos planos da Rovensa, que até 2025 deseja se tornar líder mundial de soluções biorracionais para agricultura. A multinacional com presença no Brasil, na cidade de Arapongas, no norte do Paraná, detém a patente mundial do uso do óleo da casca de laranja na agricultura e pecuária, culminando numa série de lançamentos exclusivos.

Inicialmente, focada na produção de adjuvantes, a Oro Agri ampliou portfólio na última década com produtos para biocontrole das pragas agrícolas de maior impacto econômico na agricultura e uma linha completa de nutrição de plantas, que inclui extratos de algas e inoculantes. “Expandir é algo natural e necessário. Nossa frente de pesquisa produziu soluções que se mostraram eficientes para diversas utilidades, como controle de insetos, ácaros, doenças e, principalmente, no sentido de melhorar a ação dos produtos biológicos. Seria impossível ficar indiferente a estas inovações”, explica o gerente geral da Oro Agri na América do Sul, Luís C arlos Cavalcante.

Desta forma, surgiram, mais recentemente, o PREV-AM, inseticida capaz de controlar, entre outros insetos de corpo mole, o psilídeo - principal vetor do greening em citros - sem prejudicar as populações de insetos polinizadores ou predadores naturais e, ainda, sem deixar resíduos nos alimentos; e o BIO-SYNC, complexo nutricional de base orgânica que potencializa a ação dos biológicos, os quais também passam a fazer parte do portfólio a partir de formulações com bactérias Azospirillum, Bradyrhizobium e Pseudomonas.

Crescimento acelerado

José Alfredo Garcia ficou impressionado com a nova estrutura em Arapongas. E não é por menos, esta é a quarta ampliação da fábrica, contando, no total, com investimentos de US$ 4 milhões. “Dobramos a capacidade produtiva. Em apenas um turno temos condições de produzir 10 mil litros. Tudo isso em função da aceitação dos nossos produtos nos campos brasileiros, que cada vez mais se desafiam a obter produtividades superiores, e dos países vizinhos para onde exportamos”, explica Cavalcante.

O novo projeto, apresentado por Douglas Nascimento, gerente de Operações da Oro Agri, para o COO da Rovensa e todos os colaboradores presentes também buscou atender às necessidades internas da empresa. Apenas no último ano o efetivo aumentou 80%. Hoje, são 160 pessoas demandando suporte da matriz. Nos últimos quatro anos, a Oro Agri também cresceu a uma taxa de 50% ao ano. “Essa performance acima da média resulta dos esforços em gerar inovações reais para o campo. Mais alguns produtos revolucionários devem nascer dessa sinergia entre a Oro Agri e outras empresas do Grupo Rovensa”, prevê Cavalcante.

Informações em www.oroagri.com.br



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos