Governo Lula terá 9 partidos e 11 ministros sem atuação partidária nos 37 ministérios

PT lidera 'ranking', com 10 nomes na futura Esplanada; MDB, PSB, PSD e União Brasil terão três ministros cada. PDT, PSOL, PCdoB e Rede ficaram com um ministro para cada sigla

Foto: Paulo Melo.

A lista de 37 futuros ministros para a Esplanada dos Ministérios do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), contempla representantes de nove partidos. Há, ainda, 11 indicados que não têm filiação ou vinculação partidária.

Os anúncios foram concluídos nesta quinta-feira (29), com a indicação dos 16 nomes que ainda faltavam. Os novos ministros tomam posse no próximo domingo (1º) em cerimônia no Palácio do Planalto, logo após Lula tomar posse como presidente em ato no Congresso Nacional.

Gabinete de Segurança Institucional (GSI) – General Gonçalves Dias
General da reserva, chefiou a segurança da presidência nos dois primeiros mandatos de Lula, foi comandante da 6º Região Militar

Secretaria de Comunicação Social (SECOM) - Paulo Pimenta
Formado em Comunicação Social e jornalismo, foi vereador em Santa Maria, deputado estadual no Rio Grande do Sul, e é deputado federal indo para seu 5º mandato.

Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) - Carlos Fávaro
É fazendeiro, nascido no Paraná foi para o Mato Grosso onde começou em um assentamento da reforma agrária, e hoje é um grande produtor rural. Foi vice-presidente da Aprosoja, vice-governador do Mato Grosso e é Senador pelo mesmo estado.

Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional (MDR) - Waldez Góes 
Foi deputado e é, pela quarta vez, governador do Amapá.

Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) - André de Paula
De Pernambuco, foi vereador, deputado estadual, várias vezes deputado federal, e secretário estadual do Trabalho e Ação Social, da Produção Rural e Reforma Agrária e da Cidades em Pernambuco.

Ministério da Previdência Social (MPS) - Carlos Lupi
Foi deputado Federal, ministro do Trabalho nos governos Lula e Dilma, e é presidente do PDT.

Ministério das Cidades (MCID) - Jader Filho
Empresário e presidente do MDB do Pará.

Ministério das Comunicações (MC) – Juscelino Filho
Deputado Federal pelo Maranhão indo para o 3º mandato. 

Ministério de Minas e Energia (MME) - Alexandre Silveira
Foi deputado federal e diretor-geral do DNIT, e secretário estadual em Minas Gerais. É senador.

Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) - Paulo Teixeira
Deputado Federal indo para seu quarto mandato, vice-presidente do PT e ex-secretário de Transportes da cidade de São Paulo.

Ministério do Esporte (MESP) - Ana Moser
Ex-jogadora de vôlei, fundadora do Instituto Esporte e Educação, atuou nos meus governos na Comissão Nacional de Atletas do Conselho Nacional de Esportes. Participou do Plano de Governo e do Grupo de Transição na área de Esportes.

Ministério do Meio Ambiente (MMA) - Marina Silva
Foi eleita deputada, foi senadora, ministra do Meio Ambiente nos governos Lula, foi candidata a presidente.

Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) - Simone Tebet
Foi prefeita de Três Lagoas, é senadora, foi candidata a presidente pelo MDB. 

Ministério do Turismo (MTUR) - Daniela de Souza Carneiro 
Ex-Secretária de Assistência Social e Cidadania de Belford Roxo e indo para o segundo mandato de deputada federal, como a deputada mais votada do Rio de Janeiro.

Ministério dos Povos Indígenas (MPI) - Sonia Guajajara 
Da Terra Indígena Araribóia, no Maranhão, formada em letras e enfermagem, pós graduada em Educação Especial e deputada federal. Foi coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil  e candidata a vice-presidente em 2018 pelo PSOL.

Ministério dos Transportes (MT) - Renan Filho 
Foi prefeito de Murici por dois mandatos, deputado federal, governador por dois mandatos e eleito senador da República.

Veja, abaixo, a distribuição dos novos ministros por partido:

PT: 10 ministros
Fazenda: Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação
Casa Civil: Rui Costa, ex-governador da Bahia
Secretaria das Relações Institucionais: Alexandre Padilha, deputado federal (PT-SP)
Secretaria-Geral da Presidência: Márcio Macêdo, vice-presidente do PT.
Educação: Camilo Santana, ex-governador do Ceará
Mulheres: Cida Gonçalves, ex-vereadora e ex-secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres.
Desenvolvimento Social: Wellington Dias, ex-governador do Ceará e senador eleito (PT-CE)
Trabalho: Luiz Marinho, ex-ministro, ex-prefeito de São Bernardo e presidente do diretório estadual do PT em SP
Desenvolvimento Agrário: Paulo Teixeira (PT-SP), deputado federal
Secretaria de Comunicação Social: Paulo Pimenta (PT-SP), deputado federal

MDB: 3 ministros
Planejamento: Simone Tebet (MDB-MS), senadora e candidata à Presidência em 2022
Cidades: Jader Filho (MDB), presidente do MDB do Pará, filho do senador Jader Barbalho (MDB) e irmão do governador do Pará, Helder Barbalho
Transportes: Renan Filho (MDB-AL), senador eleito e ex-governador de Alagoas

PSB: 3 ministros
Portos e Aeroportos: Márcio França, ex-governador de São Paulo
Justiça e Segurança Pública: Flávio Dino, ex-governador do Maranhão
Desenvolvimento, Indústria e Serviços: Geraldo Alckmin, vice-presidente eleito e ex-governador de São Paulo

União Brasil: 3 ministros
Integração e Desenvolvimento Regional: Waldez Góes, governador do Amapá*
Turismo: Daniela do Waguinho (União-RJ), deputada federal reeleita
Comunicações: Juscelino Filho (União-MA), deputado federal

*Waldez Góes é hoje filiado ao PDT mas, segundo o próprio presidente Lula, há um acordo para que ele migre para o União Brasil e ajude a coordenar a adesão do partido à base do governo.

PSD: 3 ministros
Agricultura: Carlos Fávaro (PSD-MS), senador
Pesca: André de Paula (PSD-PE), deputado federal
Minas e Energia: Alexandre Silveira (PSD-MG), senador

PDT: 1 ministro
Previdência Social: Carlos Lupi, presidente do PDT

PSOL: 1 ministra
Povos Indígenas: Sônia Guajajara (PSOL-SP), deputada eleita

PCdoB: 1 ministra
Ciência e Tecnologia: Luciana Santos, presidente do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco

Rede: 1 ministra

Meio Ambiente: Marina Silva (Rede-AC), ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente

Sem atuação partidária: 11 ministros
Defesa: José Múcio Monteiro, ex-ministro do Tribunal de Contas da União (TCU)
AGU: Jorge Messias, procurador da Fazenda Nacional
Saúde: Nísia Trindade, presidente da Fiocruz
Gestão: Esther Dweck, economista e professora da UFRJ
Cultura: Margareth Menezes, cantora e compositora
Igualdade Racial: Anielle Franco, jornalista e irmã de Marielle Franco, vereadora do Rio assassinada em 2018
Controladoria-Geral da União: Vinícius Marques de Carvalho, ex-presidente do Cade
Relações Exteriores: Mauro Vieira, diplomata e ex-ministro
Direitos Humanos: Silvio Almeida, advogado
Esportes: Ana Moser, ex-jogadora de vôlei
Gabinete de Segurança Institucional: Marco Edson Gonçalves Dias, general da reserva

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos