Goiás encerra 2022 com segundo melhor número em abertura de empresas

Estado registra mais de 31 mil novas empresas no ano e é líder no ranking entre as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Resultado só é menor do que o registrado em 2021, na série histórica goiana

Foto: João Marcos.

O Estado de Goiás terminou o ano de 2022 com mais um recorde: foram abertas 31.754 novas empresas de janeiro a dezembro, o segundo melhor resultado da série histórica goiana. O primeiro lugar foi alcançado no ano anterior com 33.082 novas constituições. Os números são da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg).

Apenas no mês de dezembro, foram 2.098 novos CNPJ’s abertos. Em relação à natureza dos negócios, a categoria serviços combinados de escritório e apoio administrativo liderou o ranking com 243 novas empresas, seguida de treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (138), atividade médica ambulatorial restrita a consultas (136), atividades de consultoria em gestão empresarial (136) e comércio varejista de bebidas (134).

Das empresas abertas de janeiro a dezembro de 2022, 1.563 tinham capital superior a R$ 500 mil. Do total, 13.042 tinham mulheres no quadro societário. Para o presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, as ações promovidas pela gestão Caiado são responsáveis pelo resultado. “Já fomos o pior estado em tempo de abertura de empresas e conquistamos o primeiro lugar com a digitalização dos processos e a desburocratização da estrutura. Goiás se torna terreno fértil porque disponibiliza muitas linhas de crédito e incentivos para o empreendedor”, frisa.

Ao todo, Goiás conta atualmente com 1.010.570 empresas em funcionamento no estado. De acordo com a Juceg, Goiânia segue liderando o ranking das cidades com mais empresas abertas no Estado, com 316.996, seguida por Aparecida de Goiânia (74.716), Anápolis (60.271), Rio Verde (31.992) e Valparaíso de Goiás (23.297).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos