Teste do olhinho: entenda para que serve e quando fazer o exame no bebê

 


 É um exame oftalmológico simples, veja quais doenças ele pode detectar, como é e quando deve ser feito



O teste do olhinho é um dos exames indicados para todos os bebês logo depois que ele nasce. Ele é capaz de detectar diversas alterações que podem afetar a visão e, assim, evitar até uma possível cegueira. A avaliação é simples, rápida e não causa dor no bebê.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) incentivam amplamente que todas as crianças realizem esse teste tão importante. Pois quanto mais cedo é o diagnóstico e o tratamento de doenças, melhor é a possibilidade de tratamento.

A Dra. Juliana de Lima Jácomo, oftalmologista do Hospital Brasília, explica o que é, quais doenças detecta e quando fazer. Confira na leitura completa e saiba mais!

O que é e para que serve o teste do olhinho?

O teste do olhinho também é chamado de teste do reflexo vermelho, e é realizado já na primeira semana de vida do bebê com o objetivo de avaliar como está a saúde dos olhos, possibilitando, assim, que alterações prejudiciais sejam diagnosticadas e tratadas precocemente.  

Conforme explica a especialista, “normalmente o teste é feito ainda na maternidade, mas pode também ser realizado na primeira consulta do bebê com o pediatra. Além disso, o exame é repetido algumas vezes nos primeiros dois anos de vida do bebê".

Como o teste do olhinho é feito?

O teste do olhinho é feito pelo médico pediatra com o uso de um pequeno aparelho que projeta uma luz nos olhos do bebê. Quando o reflexo da luz fica na cor avermelhada, isso quer dizer que os olhos estão saudáveis. Já quando a luz fica branca ou com formas diferenciadas entre os olhos, outros exames serão solicitados para investigar se há problemas oftalmológicos.

Esse exame permite avaliar alterações nos olhos e possibilita detectar diversas doenças oculares.  Mais adiante veja quais doenças podem ser detectadas.

Quando fazer o teste do olhinho?

O teste do olhinho, normalmente, é realizado na primeira semana de vida do recém-nascido ou ainda na maternidade. Mas também pode ser feito quando o bebê tiver a primeira consulta com o pediatra. Ele tem indicação para todos os bebês, com importância ainda maior para crianças que nasceram com microcefalia ou em casos que as mães foram infectadas pelo Zika vírus na gestação. Em muitos desses casos, após nascer, o bebê pode precisar também de cuidados exclusivos na UTI Neonatal.

Quais doenças podem ser detectadas no teste do olhinho?

O teste do olhinho pode detectar diversas alterações na visão. Entre as principais doenças que podem ser diagnosticadas estão:​

  • glaucoma;
  • catarata congênita;
  • retinoblastoma;
  • cegueira.

Por meio desse teste também é possível avaliar se o bebê tem miopia ou hipermetropia em graus elevados.

Quando levar o bebê ao oftalmologista?

A consulta com o oftalmologista deve ser no primeiro ano de vida e também aos três anos de idade. É preciso também manter a atenção a sinais de problemas de visão. Para isso, observe o movimento dos olhos com objetos e luzes ou quando os olhos da criança mostrarem uma luz branca ou estrabismo em fotos, por exemplo. Ao surgirem sinais semelhantes, leve a criança em uma consulta com o oftalmologista.

Maternidade Brasília

O teste do olhinho deve ser realizado na primeira semana de vida, preferencialmente antes da alta na maternidade. Ele pode detectar e prevenir diversas doenças oculares, como a catarata e o glaucoma congênito. Além disso, o teste do pezinho também é fundamental para identificar condições genéticas que, se tratadas precocemente, podem melhorar significativamente a qualidade de vida do bebê. Converse com o pediatra.

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos