Projeto Trakinagem ensina técnicas de cinema a crianças e jovens de Uberlândia

Crédito foto: Marco Paraná

Cerca de 160 estudantes participarão gratuitamente das atividades ao longo de 2023.

Com objetivo de estimular a produção cinematográfica e promover um espaço de criação e reflexão sobre cinema e a educação, as aulas, que tiveram início em fevereiro vão contemplar aproximadamente 160 alunos em oito oficinas com carga horária de 24 horas/aula cada em sete diferentes instituições da cidade. Até dezembro, serão produzidos durante as atividades, no mínimo dois curtas-metragens em cada gênero cinematográfico trabalhado (Documentário, Animação, Ficção e Experimental), resultando em 16 filmes de curta duração.


O projeto Trakinagem Cinema e Educação que é patrocinado pelo Instituto Algar por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e realizado pela produtora O Sopro do Tempo, tem como objetivo ensinar na prática os elementos básicos da linguagem audiovisual, buscando ampliar a percepção e transformar os olhares sobre realidade sociocultural dos participantes, bem como torná-los espectadores mais críticos diante das produções cinematográficas que assistem.


Bora filmar!

Nas oficinas, realizadas sempre às segundas e terças-feiras, das 13h30 às 16h30, são ensinadas técnicas básicas da criação da imagem e do movimento. Nelas, os alunos viram protagonistas, atuando como roteiristas, cinegrafistas, figurinistas, atores, iluminadores, produtores e tantas outras funções. O idealizador e instrutor do projeto Trakinagem - Cinema e Educação, Cristiano Barbosa, explica que tudo começa a partir de uma ideia. "Durante a oficina são ensinados como funciona a captação de imagens e de sons, as técnicas de atuação, a composição da fotografia, dentre outros elementos básicos da linguagem audiovisual. “O roteiro parte de uma ideia criada com os participantes. Os cenários são os lugares disponíveis dentro e no entorno das instituições parceiras. É um processo de aprendizagem coletivo, pautada em exercícios práticos, bem didáticos", esclarece.


Para Carolina Toffoli Rodrigues, gerente do Instituto Algar, o audiovisual é uma das linguagens trabalhadas no Programa Transforma, um dos projetos sociais do Instituto Algar, que visa contribuir com o desenvolvimento e formação de alunos de escolas públicas, que frequentam as organizações sociais parceiras no contraturno escolar. "Através das oficinas culturais, despertamos a autonomia das crianças e estimulamos habilidades como criatividade, convívio em grupo, sensibilidade, criação e empatia. O Trakinagem é o projeto que escolhemos para a execução das oficinas de audiovisual no Programa. Essa escolha foi baseada em função da sinergia de valores e crença de que o acesso à cultura é uma forma de ampliação da educação", afirma Carolina.


Cronograma

Nas duas primeiras oficinas que serão finalizadas em abril, os alunos das Creches Comunitárias Associadas de Uberlândia" (CCAU) e da Associação Desenvolvendo Vida e Missão (ADVEM) estão trabalhando o gênero ficção. Na CCAU, um dos curtas-metragens produzidos conta a fábula de uma criança que encontra um meteorito que tem o poder de mudar a visão das pessoas, tornado o mundo colorido. Já no ADVEM, um dos filmes retrata a aventura de uma criança que gostaria de mostrar seu talento de escrever histórias em quadrinhos em um evento em São Paulo, porém não tem ideia de como chegar lá. Pensando em ajudar o garoto a realizar esse sonho, um grupo de amigos encontra um jeito pra lá de inusitado para ajudá-lo.


Na Periferarte e no ABC do Glória, instituições que serão atendidas no segundo bimestre, as oficinas com o gênero "Documentário" começam no início de maio e seguem até o fim de junho. Na Estação Vida e na Instituto de Formação Vamos Crescer (IFVC) as crianças e adolescentes trabalharão o tema: "Animação Stop Motion" de agosto a setembro e no Lar Espírita e ADVEM será trabalhado de outubro a dezembro o gênero "Experimental".

Ao final de cada bimestre, os curtas serão exibidos em uma sessão de cinema onde os participantes poderão conferir o resultado de seu trabalho ao lado de familiares, amigos e colegas, e também receberão troféus de participação. “Esta etapa também faz parte do processo de aprendizagem, pois é um momento de avaliação e reflexão do trabalho, bem como de reconhecimento do potencial criativo dos participantes e de celebração dos resultados junto à comunidade, de constatarmos como os filmes afetam as pessoas”, completa Cristiano, realizador do projeto.


Sobre o Instituto Algar Há mais de duas décadas, o Instituto Algar se dedica a contribuir com o desenvolvimento de pessoas. De forma colaborativa, unimos esforços e instituições para desenvolver a comunidade, por meio da educação, do esporte, da cultura e do voluntariado. Enxergar o potencial de cada criança, adolescente e jovem dos nossos programas sociais é o que nos inspira. Nessa trajetória, mais de meio milhão de vidas já foram transformadas. Instituto Algar; conectando pessoas às oportunidades.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos