A profissão de Social Media como alternativa ao desemprego

 

*Vinícius Taddone

O Brasil enfrenta um desafio constante no que diz respeito ao desemprego. A falta de oportunidades e a instabilidade econômica afetaram a vida de milhões de brasileiros. Para muitos, as chances de recolocação no mercado de trabalho são pífias, sobretudo quando os desempregados tentam conseguir um emprego com ganhos equivalentes aos que tinham.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação no país ficou em 8,8% no primeiro trimestre de 2023, o que representa cerca de 15,6 milhões de pessoas desempregadas. Esses números evidenciam a urgência de buscar novas alternativas e oportunidades de trabalho.

Nesse contexto, surge a profissão de Social Media como uma alternativa promissora para aqueles que buscam (re)inserção no mercado de trabalho. As oportunidades e benefícios dessa profissão, como flexibilidade, autonomia, diversidade de setores e boa remuneração são alguns elementos que atraem cada dia mais pessoas a se qualificarem para exercer essa função.

Em meio ao cenário ansioso do desemprego, a profissão de Social Media vislumbra como uma área em crescimento no Brasil. O avanço tecnológico e a transformação digital têm impulsionado a presença das empresas nas redes sociais, aumentando assim a necessidade de profissionais em gerenciamento de suas mídias sociais.

Segundo o relatório digital de 2022, da We Are Social e da Hootsuite, o Brasil possui cerca de 150 milhões de usuários ativos nas redes sociais, tornando-se um mercado estratégico para as empresas. Isso impulsiona a demanda por profissionais de mídias sociais, capazes de criar estratégias eficientes para os clientes a fim de alcançar e engajar seu público-alvo.

Já um estudo da consultoria McKinsey mostra que empresas que utilizam mídias sociais de forma estratégica têm 2,5 vezes mais chances de ter um desempenho financeiro acima da média. Isso evidencia o impacto positivo que uma presença forte nas redes sociais pode ter nos resultados de uma empresa.

No entanto, para aproveitar as oportunidades no campo da mídia social é importante desenvolver habilidades fundamentais. Um dos requisitos indispensáveis do Social Media consiste no conhecimento das plataformas, dominando as principais redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, TikTok e WhatsApp. Compreender suas funcionalidades e, principalmente, seu público, é fundamental para criar estratégias assertivas de comunicação.

Em tempos de instabilidade econômica e desemprego, somados aos novos recursos tecnológicos, como a inteligência artificial e, ainda, a mudança de comportamento das pessoas, como assistir menos tv e passar mais tempo nas redes sociais, constata-se uma radical transformação no mercado de trabalho, onde as empresas querem marcar presença onde há audiência.

Nessas condições, uma qualificação profissional em Social Media abre caminhos para oferecer às empresas soluções eficazes em ambientes que lhe trarão os resultados almejados. É uma excelente chance de trabalho que independe de cenários adversos da economia, que pode garantir ao profissional bons clientes e, consequentemente, ótimos ganhos financeiros. O desemprego assusta aqueles que não criam suas próprias oportunidades.

*Vinícius Taddone é diretor de marketing e fundador da VTaddone® www.vtaddone.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos