Cadeira da Academia Brasileira de Ciências que foi ocupada por Marcello Bronstein será assumida por endocrinologista de Brasília

Bronstein foi um dos maiores endocrinologistas do país e faleceu em novembro de 2022. Cadeira será ocupada agora por Flavio Cadegiani, médico conhecido em Brasília

Foto: Pedro Santos.

No próximo dia 15, o médico endocrinologista de Brasília Flavio Cadegiani será nomeado membro da Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura. Cadegiani assumirá a cadeira de Marcello Bronstein, um dos maiores endocrinologistas do país, falecido em novembro de 2022.

A Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura (Abrasci) é uma entidade em atividade desde 1910 no país. A organização pugna pelo reconhecimento e deferimento de méritos e comendas a cidadãos que se destacam no desenvolvimento sociocultural, científico, artístico e histórico do Brasil.

Médico endocrinologista graduado pela Universidade de Brasília (UnB), Flavio Cadegiani tem título de especialista em endocrinologia e metabolismo pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo (SBEM), além de Mestrado e Doutorado (PhD) em Endocrinologia Clínica pela Unifesp. Para ele, será uma honra tornar-se membro da Abrasci.

"Eles procuram alguém com perfil próximo ao patrono da cadeira e, após recomendações internas, eu fui convidado", diz.

"Como em toda Academia, há participações dos membros para estabelecer posicionamentos para as Sociedades das mais diversas áreas, oferecer contribuições para o público e transformar tudo aquilo que a gente já produziu academicamente em benefício para a sociedade. E é assim que quero contribuir como membro", completa Cadegiani.

O médico será oficializado membro da Academia em cerimônia no auditório da Câmara dos Deputados, em Brasília, às 14h30 do dia 15 de setembro. Ele ocupará a cadeira que pertencia a Marcello Bronstein.

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1969, Bronstein ganhou relevância por seu trabalho e pesquisa na área de neuroendocrinologia. Concluiu seu doutorado em Endocrinologia pela Universidade de São Paulo em 1983. Além de ser membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, foi professor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Marcello Bronstein era marido da apresentadora Silvia Poppovic e tratava uma uma leucemia desde 2021. Ele morreu vítima da doença, aos 78 anos, em 25 de novembro do ano passado, em São Paulo.

"O professor Marcello Bronstein já recebeu o maior reconhecimento do mundo na área da endócrino, que foi uma honraria da Associação Americana de Endocrinologia, que é a The Endocrine Society. Só pouquíssimos brasileiros já receberam esse reconhecimento. Ele foi um dos principais profissionais a contribuir para a neuroendocrinologia e teve uma carreira brilhante. Então, me sinto muito lisonjeado em ser nomeado e farei o meu melhor para continuar produzindo cientificamente com ética e rigor", comemora Cadegiani.

A Academia
A Abrasci foi criada em 1910. Naquela época, porém, era apenas a Academia Brasileira de História.

A partir de meados de 1980, tornou-se Academia Brasileira de Arte, Cultura e História. Recentemente, atendendo aos pedidos de membros e conselheiros para expandir os segmentos, a entidade incluiu as cadeiras de Ciências e Literatura.

Desde então, ocuparam a presidência da Abrasci os seguintes nomes: Júlio Elito, Gunter Fischer, Roberto Oropalo e o Professor Michel Chelala, tendo em seu colegiado acadêmico nomes como o psiquiatra e escritor Augusto Cury e o cantor Sergio Reis.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos