BRB

A ALFA SENSE assina contrato com a Finep para desenvolvimento de Inteligência Artificial aplicada à indústria 4.0

 


Tendo como objetivo desenvolver aplicações e conceitos da internet das coisas (IoT) e inteligência artificial (IA), a deep tech ALFA SENSE assinou contrato de financiamento com a Finep, agência pública que apoia, entre outras ações, a inovação desde a pesquisa básica até o pré-lançamento de produto. O projeto tem o propósito de coletar e analisar dados por meio da IA e desta forma monitorar com mais exatidão a programação preventiva de manutenção de correias transportadoras. A partir destas mais recentes tecnologias se evitarão interrupções no escoamento da produção e transporte de cargas.

A tomada de decisão nas inspeções de processo industriais contará com os recursos da chamada ‘computação de borda’, que fica mais próxima de onde os dados são gerados depois de eles passarem pelas etapas de processamento, análise e armazenamento. Os resultados são quase em tempo real. Neste projeto houve uma forte sinergia na parceria com a empresa TMSA, especializada no desenvolvimento de estruturas pesadas de transporte de carga, minério e materiais pesados em portos e nas regiões de mineração.

“Ficamos nacionalmente na 12ª colocação nossa linha temática para desenvolvimento de aplicações de inteligência artificial à indústria 4.0, e haviam várias dezenas de outros projetos inovadores de alto nível e disruptivos concorrendo, por isso, deixo aqui um agradecimento a dedicação e ao empenho de todo o time da Alfa Sense, em especial ao Marcos Sanches, Victor Diago e a Simone Goularte por esta importante conquista”, explicou Hamilton Luiz, CEO e cofundador da ALFA SENSE. Foram cadastrados exatamente 193 ‘projetos inovadores’ e apenas 92 habilitados para prosseguir para análise de mérito. “O desenvolvimento de I.A. para aperfeiçoamento das nossas soluções de sensoriamento óptico genuinamente brasileiras, representará um grande avanço tecnológico não apenas para nossa empresa, mas também, para todo mercado que atuamos. Podemos impactar positivamente e profundamente todo o mercado brasileiro, pelo fato de sermos uma deep tech e não uma “startup convencional” pois, ao desenvolvermos alta tecnologia com base científica para resolvermos problemas complexos que afetam o mercado e a sociedade e não apenas o desenvolvimento de software”, complementou ele.

Esta é a segunda vez que a empresa vence o desafio tecnológico sendo selecionada e contratada pela Finep, para projetos de Pesquisa e desenvolvimento (P&D), e tem tido destaque por apresentar propostas com alto grau de inovação e impacto tecnológico. Em 2020, a ALFA SENSE conquistou o Prêmio Nacional de Inovação Tele.Síntese como a tecnologia mais inovadora, até então, para o mercado de segurança eletrônica. Entre outras conquistas importantes, recentemente, venceu o 2º Wokshop Internacional de Fotônica para Industria e Empreendedorismo organizado pela Unicamp e foi homenageada pela Petrobras no CENPES (Centro de Pesquisa da Petrobras no RJ) por ter vencido o Desafio conexões para Inovação, pelo desenvolvimento bem sucedido de uma plataforma multiparâmetros para detecção, qualificação e quantificação inédita do gás metano pela Luz, a patente já foi depositada no Brasil e esta em processo nos Estados Unidos.

Segundo o empresário, seu último projeto vencedor na FINEP entre outras proposições tem a finalidade de fortalecer a competência brasileira no desenvolvimento de soluções e tecnologias voltadas para a indústria 4.0, colaborar para o aumento de competividade da indústria nacional e na melhoria da prevenção de falhas, aumentando a produtividade e agilidade na tomada de decisão. O conceito abrange também a redução do impacto ambiental pela menor intervenção humana, aumento da segurança, prevenção de acidentes e incêndios e ainda a diminuição de perdas, o que gera maior eficiência operacional e queda nos custos da operação. No resumo final, o projeto vai viabilizar produtos e serviços inovadores mais competitivos e com níveis mais elevados de qualidade. 

Deep Tech: modelo de empresa

Na visão de Hamilton Luiz, a ALFA SENSE é caracterizada pelo conceito deep tech, ou seja, quando se desenvolve uma tecnologia inovadora mais complexa e abrangente com base científica, Neste caso, a empresa inovadora pode não apenas gerar novos negócios, mas também ter a oportunidade de mudar o mercado, em que ela produz. “Muitas vezes o negócio gera um impacto positivo tão grande, porque cria uma nova cadeia dentro do seu segmento. Na verdade, um modelo de negócio inovador pode estar criando um novo mercado”, analisa.

“No setor de mineração, a fabricação de correias transportadoras “inteligentes” com tecnologias ópticas e I.A. agregará muito valor ao mercado e será estratégico para ALFA SENSE” nos próximos anos, completou.

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos