Agro é Social leva 53 cursos a municípios do Vale do Paranã

Agência leva aos agricultores um total de 53 cursos, como Avicultura, Produção de Geleia, Processamento de Leite, Horticultura, Apicultura, Bovinocultura, Panificação, Doces Artesanais, Produção de Salgados, entre outros (Foto: Emater-GO)

A região do Vale do Paranã recebe a 5ª edição do programa Agro é Social da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater).

A programação oferece cursos e capacitações em assentamentos e comunidades quilombolas de 20 municípios da região. A estimativa é capacitar mais de 1.200 pessoas.

Por ser um grande número de municípios e pela distância entre eles, esta edição está sendo realizada desde o último dia 11 e a programação segue até o dia 27 de março.

A Agência leva aos agricultores um total de 53 cursos, como Avicultura, Produção de Geleia, Processamento de Leite, Horticultura, Apicultura, Bovinocultura, Panificação, Doces Artesanais, Produção de Salgados, Fabricação de Produtos de Limpeza, Conserva de Vegetais, entre outros.

CIDADES CONTEMPLADAS

As cidades que recebem os cursos são Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Cavalcante, Iaciara, Nova Roma, Posse, São João d'Aliança, Teresina de Goiás, Buritinópolis, Campos Belos, Damianópolis, Divinópolis, Flores de Goiás, Guarani de Goiás, Mambaí, Monte Alegre, São Domingos, Simolândia, Sítio D'Abadia e Cabeceiras.

O presidente da Emater, Rafael Gouveia, afirma que a Agência está empenhada em levar cada vez mais conhecimento técnico e incentivo financeiro à toda a população do estado.

"O objetivo do Governo de Goiás é oferecer cursos profissionalizantes e proporcionar meios para que os alunos possam empreender, gerar renda e alcançar a independência financeira", revela.

Além da capacitação técnica, os alunos que participarem dos cursos oferecidos pela Agência poderão receber o Crédito Social, um benefício financeiro oferecido pelo Governo de Goiás para que os agricultores familiares possam empreender. Nesta edição, a previsão é que 800 pessoas recebam o cartão.

AGRO É SOCIAL

De acordo com a coordenadora do Agro é Social, Janete Rocha, 70% das pessoas atendidas são agricultores familiares, público prioritário do programa.

"É um trabalho muito importante para a capacitação das famílias, desenvolvimento das comunidades rurais, além do fortalecimento de programas com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) ", explica.

Criado pela Emater, O Agro é Social tem como objetivo promover o empreendedorismo e dar condições técnicas para que alunos e alunas dos cursos e palestras promovidos pela Agência consigam transformar o conhecimento em uma nova fonte de renda.

ENCERRAMENTO

Com o objetivo de facilitar a mobilização dos alunos dos cursos realizados no Agro é Social, o encerramento da quinta edição será realizado em dois municípios, nos dias 02 e 03 de maio em Teresina de Goiás e Alvorada do Norte, respectivamente.

Além da entrega dos cartões do Crédito Social e dos certificados para quem participou dos cursos, a programação prevê ainda a oferta de diversos serviços gratuitos à população como o Balcão de Empregos da Secretaria da Retomada, distribuição de mudas, diversão para as crianças com a Secretaria do Esporte e Lazer e a tradicional com a Feira do Produtor.

Por Hosana Alves via Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) - Governo de Goiás

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos