Governo avança em acordo de concessão do Aeroporto de Cargas de Anápolis para Infraero

Vice-governador Daniel Vilela participa de reunião com ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, para acelerar federalização do Aeroporto de Cargas de Anápolis (Foto: André Costa)

Juliana Carnevalli - Agência Cora Coralina

O vice-governador Daniel Vilela reuniu-se, no início da noite desta terça-feira (05/03), com o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, quando informou que as demandas repassadas ao Governo de Goiás para que a Infraero invista nas obras de conclusão do Aeroporto de Cargas de Anápolis e assuma sua administração foram atendidas em sua totalidade. Uma delas era o envio de toda a documentação inerente ao acordo deste porte.

Costa Filho afirmou ao vice-governador que determinará a criação de força-tarefa para agilizar as articulações entre a Infraero, empresa pública nacional jurisdicionada ao ministério, e o governo goiano.

"Vamos validar os documentos e, na sequência, quero minha equipe empenhada neste projeto para que aquele aeroporto seja um grande centro de distribuição logística", garantiu o ministro.

"O que mais queremos é colocá-lo em funcionamento", destacou Daniel Vilela, que na reunião em Brasília (DF) representou o governador Ronaldo Caiado. "O Porto Seco de Anápolis, o grande polo farmacêutico que existe naquela cidade, a proximidade com a Ferrovia Norte-Sul, a Plataforma Multimodal, entre outros fatores, também são levados em conta para a viabilidade econômica do aeroporto", acrescentou.

O secretário de Estado de Relações Institucionais, Lucas Vergílio; o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Lucas Vissotto; e o deputado federal Rubens Otoni acompanharam a audiência, onde fizeram intervenções de cunho técnico e político a favor da operação a ser concretizada com a Infraero.

"Inclusive todos os estudos e avaliações necessárias para esta concessão foram feitos, in loco, pelos profissionais daqui", acrescentou Vissoto.

Investimentos no Aeroporto de Cargas de Anápolis

Os próximos acertos a serem feitos entre Governo de Goiás e Ministério de Portos e Aeroportos devem ser relacionados aos investimentos da União no Aeroporto de Cargas de Anápolis. O executivo goiano almeja R$ 500 milhões, valor que incluiria a edificação de um terminal para passageiros – algo imprescindível para que, no futuro, o local seja atrativo para a iniciativa privada.

Por fim, também entrou em pauta nesta reunião de trabalho a possibilidade de a Infraero assumir outros aeroportos em Goiás – 19 deles estão sob responsabilidade do governo estadual.

O diretor de Outorgas, Patrimônio e Políticas Regulatórias da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Rafael Scherre, confirmou que, pelo Plano Aeroviário Nacional (PAN), além do de Anápolis, os aeroportos de Alto Paraíso de Goiás, São Miguel do Araguaia e Luziânia – este último sob responsabilidade do município – serão os próximos a serem federalizados.
Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos