BRB

Opinião: Quarenta e um anos em defesa do setor de serviços terceirizáveis do Brasil

Falar do setor de serviços terceirizáveis é tratar de um dos mais expressivos segmentos econômicos do país. Isso porque ele representa 27 categorias profissionais, que ajudam a ancorar as atividades econômicas que impulsionam a economia nacional

por Edmilson Pereira*

Hoje, a Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação (Febrac) – entidade que representa estes segmentos – comemora 41 anos de trabalho na defesa dos interesses destas categorias, com destaque para serviços de limpeza, conservação, manutenção geral, de prédios de qualquer tipo, edifícios residenciais, escritórios, fábricas, armazéns, hospitais, prédios públicos e outros prédios que desenvolvam atividades comerciais e de serviços.

Sob a abrangência da Febrac também estão as empresas de serviços terceirizados de portaria e vigia em geral, de condomínios e edifícios; de faxineiros ou serventes; de limpadores de caixas-d’água; de trabalhadores braçais; de agentes de campo; de ascensoristas; de copeiros; capineiros; dedetizadores; de limpadores de vidros; manobristas; de garagistas; de reprografistas; de operadores de carga; de auxiliares de jardinagem; de contínuos ou office-boys; de faxineiros de limpeza técnica industrial e outras; de recepcionistas ou atendentes; de motoristas no caso dos veículos serem fornecidos pelo contratante; de serviços temporários; de serviços permanentes ou contínuos, entre outros.

Neste sentido, a Febrac tem a função primária de cuidar, organizar, defender e zelar pela organização das atividades por ela representadas, assumindo, inclusive, a condição de seu único interlocutor, conforme preceitua a legislação sindical brasileira.

Ainda dentro do conceito da representatividade, a Febrac ocupa cargos importantes na Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), nos Conselhos Nacionais do Sesc e do Senac, na Central Brasileira de Apoio ao Setor de Serviços (CEBRASSE), na Câmara Brasileira de Serviços Terceirizáveis e na World Federation of Building Service Contractors (WFBSC), entre outras participações de igual relevância.

Os sindicatos, presentes em todo o Brasil, formam a base de sustentação da Febrac. É a partir destas ramificações sindicais que a federação se fortalece e delas surgem lideranças autênticas para congregar os empresários comprometidos com o futuro da atividade e para defender a federação.

A história da Febrac, repleta de desafios que culminaram no fortalecimento e crescimento do segmento no país. Após anos de muita luta da Febrac, em 2017, a atividade de Asseio e Conservação conquistou a regulamentação da atividade.

Um outro marco importante na história da entidade ocorreu em 2020, com a publicação da alteração estatutária que ampliou a base de representação. Em 2018, fomos pioneiros em promover estudos técnicos para uma reforma tributária responsável e justa para os setores produtivos e para o Brasil. 

Hoje, somos uma grande federação nacional e representamos um segmento importantíssimo e essencial, principalmente num dos momentos mais emblemáticos da história do mundo, com a pandemia da COVID-19.

Todas as vitórias alcançadas ao longo dessas mais de quatro décadas são conquistas daqueles que acreditaram nos propósitos da federação em sua busca pela excelência profissional do setor.

Temos orgulho de assinar essa história e é uma honra comemorar os 41 anos da Febrac no exercício da presidência. Agradeço a todos que fizeram e fazem parte desta história. Com certeza, continuaremos trilhando um longo e profícuo caminho em defesa dos interesses do setor de serviços terceirizáveis. 

*Edmilson Pereira é presidente da Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços Terceirizáveis (Febrac).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos