Alerta em condomínios: 'Os Outros' chega à TV aberta discutindo a importância do diálogo e vigilância contra síndicos corruptos

A série brasileira "Os Outros", já popular no streaming, fez sua estreia na TV aberta pela Globo, capturando a atenção do público com uma trama intensa sobre os conflitos diários em um condomínio. A série expõe as dinâmicas sociais e as consequências da falta de comunicação entre vizinhos, simbolizando um microcosmo da sociedade atual

Foto: Divulgação.

Na noite da última quinta-feira (18), a série começou a ser exibida na TV Globo, alcançando um novo público com suas histórias de tensão e disputas entre dois casais vizinhos na Barra da Tijuca, após uma briga entre seus filhos adolescentes. A trama revela como pequenos conflitos podem escalar e afetar toda uma comunidade, refletindo questões mais amplas de intolerância e falta de diálogo.

Paulo Melo, presidente do Instituto Nacional de Condomínios e Cidades Inteligentes - INCC, comenta sobre a realidade que a série tenta espelhar: "Os conflitos em condomínios existem porque não escolhemos quem será nosso vizinho. Muitas vezes, temos desentendimentos até com pessoas que escolhemos, como nossos cônjuges, imagine então com vizinhos. Por isso, é crucial promover respeito e tolerância, além de estabelecer uma política de paz para a vida em condomínio."

A série, que originalmente chegou ao catálogo da Globoplay em maio do ano passado, rapidamente se tornou um sucesso, sendo a mais assistida na plataforma em 2023. O sucesso se deve não apenas ao intrigante enredo, mas também ao seu elenco de estrelas, incluindo Adriana Esteves, Thomás Aquino, Milhem Cortaz, e Maeve Jinkings, que trazem à vida as complexas dinâmicas familiares e vizinhas.

"Os Outros" é transmitida todas as quintas-feiras às 22h25, prometendo manter os telespectadores envolvidos com suas histórias que são tanto específicas quanto universais, refletindo dilemas contemporâneos sobre convivência e coexistência em espaços compartilhados.

Paulo Melo, também alerta para uma questão preocupante em muitos condomínios: a gestão duvidosa por parte de alguns síndicos. Ele aconselha: "É fundamental que os moradores estejam atentos aos sinais de corrupção e má gestão em seus condomínios. Verificar a vida pregressa dos síndicos, estar atento ao excesso de taxas extras e entender claramente para onde está indo o dinheiro são passos essenciais para evitar fraudes e garantir uma administração transparente e justa. Moradores devem ser proativos e participativos na gestão condominial para promover um ambiente saudável e justo para todos."

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos