Dengue: quando procurar a emergência?

 


 

Rodrigo Penha, cardiologista e médico intensivista de Uberlândia com 20 anos de experiência, esclarece os sinais de alerta da doença

 

 Com a chegada do período de maior incidência da dengue, é importante saber identificar quando é hora de procurar atendimento médico. O Dr. Rodrigo Penha, renomado especialista, tem sido procurado por pacientes em busca de orientação sobre quando recorrer ao pronto-socorro diante dos sintomas da doença.

 Nos três primeiros dias, conhecidos como a fase inicial da dengue, os sintomas podem ser solicitados, marcados por febre intensa, dores no corpo e nos olhos, além de possíveis manchas na pele. O tratamento inicial envolve tranquilidade, hidratação adequada e medicamentos para aliviar a dor.

 Durante essa fase, é essencial consumir de 70ml a 80ml de líquido por quilo de peso corporal, o que pode representar até 5 a 6 litros de líquidos por dia, preferencialmente água ou isotônicos. "Nessa fase inicial da dengue, mantenha uma hidratação adequada, consumindo bastante líquido no seu dia. Isso pode fazer toda a diferença na evolução da doença", afirma o médico.

 Porém, por que a dengue é tão perigosa? O perigo reside na dengue hemorrágica, que pode resultar em complicações graves devido à hemoconcentração, levando à queda da pressão arterial, parada cardíaca e até mesmo óbito.

 Mas quando é necessário buscar ajuda médica com urgência? O especialista destaca sinais de alarme, como confusão mental, dor abdominal intensa, aumento do tamanho do fígado, vômitos persistentes, pressão arterial baixa, sinais de sangramento e mal-estar geral. Se você apresentar alguns desses sintomas, é fundamental procurar imediatamente um posto de hidratação ou um pronto-socorro. É importante ressaltar que evitar a superlotação dos hospitais é fundamental. Portanto, se você estiver doente, mas sem sinais de alerta, esquive-se a ida à emergência.

 "É importante ter em mente que cerca de 85% dos focos de dengue estão dentro de nossas próprias casas. Verificar e eliminar possíveis criadores de mosquitos é uma medida preventiva essencial para combater a controle do vetor e reduzir os casos da doença", ressalta.

 Com essas informações e dicas do Dr. Rodrigo Penha, lembre-se: a dengue pode ser fatal, mas a prevenção e a busca por assistência médica no momento certo são essenciais para enfrentar essa doença. Cuide-se e proteja sua saúde!



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos