Finep faz aporte para startup produzir linha de cosméticos para diabéticos

 

A empresa Simbioze Amazônica desenvolveu uma linha de dermocosméticos naturais e veganos que visam hidratar e proteger a pele de pessoas que sofrem com diabetes.

A startup "Simbioze Amazônica" desenvolveu uma linha de dermocosméticos naturais e veganos que visam hidratar e proteger a pele de pessoas que sofrem com diabetes. Para poder dar continuidade ao projeto, a empresa contou com o financiamento de, aproximadamente, 600 mil reais da Finep pela chamada pública "Finep Amazônia".

Os produtos da marca são feitos a partir de óleos naturais extraídos na própria região. Na linha para para diabetes a principal matéria prima é a pracaxi, uma árvore nativa amazônica. A semente desta árvore produz um óleo vegetal que, alinhado com a composição da Simbiose, é capaz de auxiliar no combate ao ressecamento e no surgimento de fissuras. A previsão é que a linha chegue ao mercado já no segundo semestre de 2024 e vai contar com um balm, uma loção e um hidratante para os pés.

Segundo o CEO da empresa, Daniel Pinheiro, o dermocosmético foge dos padrões da indústria convencional e traz uma versão saudável para os consumidores. "A formulação é 100% natural e vegana, sem nenhum ingrediente sintético na formulação. Com isso, promove um processo mais potente de hidratação e com maior duração, diferentemente das formulações convencionais que apresentam ureia na sua composição, elemento que pode causar hipersensibilidade com o passar do tempo. Nós vamos na contramão", afirma.

Atualmente, a "Simbioze Amazônica" também está participando do edital "Finep Biomas" para desenvolver uma mini usina de fabricação de óleos e manteigas na reserva extrativista Resex Baixo Rio Branco, em Jauaperi. O objetivo da startup nesse projeto é implementar uma cadeia produtiva completa dentro da reserva, impulsionando a produção do óleo de Pracaxi realizado pela comunidade local.

"A cooperativa local vai produzir esse óleo e fornecer para a indústria, vamos pagar um preço justo desde a ponta da cadeia e levar uma nova alternativa de renda para as comunidades de dentro da Resex", conta o CEO.

"O edital de Biomas foi muito bacana, pois exigia a participação das comunidades locais. Foi necessário um termo assinado da associação da reserva para podermos dar continuidade ao trabalho", conclui Danniel.

A futura linha de cosméticos utilizando o financiamento do "Finep Biomas" vai produzir um protetor solar com alta proteção e hidratação para a pele de pessoas com diabetes, também dispondo do óleo de pracaxi. O valor do financiamento liberado pela Finep neste edital foi de mais de um milhão de reais.

Por Finep

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos