Na ExpoLondrina, ministro Fávaro destaca medidas de auxílio aos produtores rurais

Foto: MAPA / Divulgação

Evento ocorre no Paraná e é uma das maiores feiras do agronegócio do país. Na ocasião, foi evidenciada ações de fomento ao setor no estado e as perspectivas para repactuação de dívidas

Por Agência Gov | Via MAPA

Nesta sexta-feira (5), foi realizada a abertura oficial da 62ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina (ExpoLondrina), no Paraná. A cerimônia foi realizada no Parque Governador Ney Braga e contou com a presença do ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, que pontuou que o Governo Federal realizou um trabalho inédito para antecipar medidas de auxílio a produtores rurais.

"A seca e os preços achatados trouxeram insegurança e incertezas aos produtores. Porém, o presidente Lula, antes do final da Safra, me chamou e falou que não precisamos deixar instalar uma crise para estruturar medidas. Já está publicada a proposta de repactuação dos investimentos que vencem em 2024", destacou Fávaro. "É a primeira vez na história que um governo antecipa e anuncia medidas antes mesmo do término da safra. Queremos que os produtores tenham tranquilidade", completou.

Na última semana, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a proposta do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) para repactuação de dívidas dos produtores rurais impactados pelas adversidades climáticas e pela baixa no preço das commodities. Conforme o documento, poderão adiar ou parcelar os débitos vencendo em 2024 relativos a contratos de investimentos os produtores de soja e milho e da pecuária leiteira e de corte dos estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte.

No estado do Paraná, por exemplo, poderão ser renegociadas as atividades produtivas de soja, milho e bovinocultura de leite. O prazo limite para repactuação é 31 de maio.

O ministro Carlos Fávaro também evidenciou em seu discurso o bom desempenho no reestabelecimento de laços com do Brasil no exterior e na aproximação com parceiros comerciais para exportação. Desde o início de 2023, já foram abertos 104 novos mercados, em 49 países. Deste número, somente em 2024 foram 26 mercados, em 18 países, é o melhor desempenho do trimestre dos últimos anos. "É gerar oportunidades. Quando vendemos lá para fora, aqui dentro fica o emprego. Assim estamos fazendo e vamos continuar abrindo mercados cada vez mais exigentes", explicou.

Ainda, na ocasião, o ministro Fávaro aproveitou para anunciar avanços no programa de autocontrole. "A regulamentação para o setor de rações já está na Casa Civil para publicação nos próximos dias. Já para as proteínas animais, em 30 dias publicaremos", disse.

Também foi destacado pelo ministro que está prevista uma viagem ao Chile, para viabilizar o reconhecimento do estado do Paraná de livre de febre aftosa sem vacinação. Com isso, o estado amplia suas possibilidades de vender carne bovina e suína para o mercado chileno.

O governado do Paraná, Ratinho Júnior, evidenciou a importância das medidas pontuadas pelo ministro Fávaro. "Vai dar oportunidade para os frigoríficos do Paraná de abrir o terceiro turno, o quarto turno. É muita mão de obra que acaba tendo oportunidade. É geração de emprego para as nossas famílias paranaense".

ExpoLondrina

A ExpoLondrina é um dos principais eventos de agronegócio do país e é organizada pela Sociedade Rural do Paraná (SPR). Neste ano, ocorre de 5 a 14 de abril e o slogan utilizado é "A Expo que você quer ver", para refletir a capacidade que o encontro tem de atender públicos e interesses plurais.

São dez dias de programação, com exposição, palestras, cursos, debates e oficinas, além de setores com gastronomia e entretenimento. A ExpoLondrina visa proporcionar aprimoramento técnico para o produtor rural, desenvolver novos negócios e aproximar a cadeia produtivas, acompanhando as transformações, desenvolvimentos tecnológicos e inovações.

"Movimenta toda a economia da cidade. São milhões de reais em negócios que ocorre durante a feira. É uma das maiores do Brasil. Isso coloca Londrina no foco do Brasil e do mundo, de maneira muito positiva", destacou o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.
Embrapa

A Embrapa Soja também terá participação na ExpoLondrina de 2024 . Será apresentado, no estande institucional, algumas tecnologias que compõem a produção sustentável da cultura da soja, com ênfase em bioinsumos, variabilidade genética e Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC-SOJA).

Além disso, a Embrapa Soja, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), promoverá o painel Produção Sustentável de Soja no Paraná, no dia 11 de abril, às 14h, no Pavilhão SmartAgro. As inscrições antecipadas podem ser feitas aqui.

A Embrapa Soja é curadora de uma das maiores coleções de soja do mundo: são 65 mil tipos de soja. Essa coleção fica armazenada no Banco Ativo de Germoplasma (BAG), com o intuito de preservar a variabilidade genética do grão. A manutenção do BAG é fundamental para apoiar os programas de melhoramento genético no desenvolvimento de novas cultivares de soja, mais produtivas, com mais sanidade e características agronômicas de interesse. Parte dessa coleção será demonstrada pela Embrapa Soja, durante a ExpoLondrina.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos