Saúde ocular: quem pode fazer a cirurgia refrativa?


De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 50 milhões de brasileiros dependem do uso diário de óculos, um número que tende a dobrar nos próximos 20 anos devido à crescente exposição à luz azul emitida por dispositivos como celulares, tablets e televisões.


No entanto, uma parte significativa desses problemas podem ser corrigidos. Uma das alternativas é a cirurgia refrativa, que oferece uma solução para melhorar a qualidade de vida e reduzir a dependência do uso de óculos ou lentes de contato. 


Segundo o Dr. Elmer Salviano, do Hospital de Olhos de Cuiabá (HOC), a cirurgia refrativa remodela a córnea usando laser para corrigir problemas como miopia, hipermetropia e astigmatismo. 


O especialista explica que o tratamento cirúrgico é recomendado para maiores de 21 anos com refração estável por, no mínimo, um ano e características adequadas da córnea. “Para a realização da cirurgia é importante o paciente fazer exames como a tomografia corneana para uma avaliação precisa”, afirma o médico do Hospital de Olhos de Cuiabá (HOC). 


O especialista alerta que a cirurgia não é indicada para crianças, pois suas prescrições de óculos e características da córnea podem mudar durante o crescimento, sendo crucial estabilizar a visão antes de considerar o procedimento.


Dr. Elmer enfatiza que, como em qualquer procedimento cirúrgico, existem riscos, embora raros. “É muito importante uma avaliação oftalmológica completa para determinar a elegibilidade do paciente, discutir opções e optar a melhor técnica para cada caso individualmente”, ressalta o oftalmologista. Dr. Salviano explica, ainda, que ao realizar a cirurgia refrativa, os pacientes ganham uma nova perspectiva visual, alcançando maior liberdade e qualidade de vida. 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos