Tendas da dengue atendem mais de 8 mil pessoas em 7 dias

 

Entre os dias 13 de maio e 19 de maio, as tendas de hidratação para dengue no Distrito Federal registraram um total de 8.721 atendimentos. Desses, 5.586 foram adultos e 3.135 pediátricos, demonstrando a contínua demanda por serviços médicos relacionados à dengue na região.

Essas tendas foram estrategicamente instaladas em 11 locais diferentes pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para facilitar o acesso da população a exames e consultas. Elas operam todos os dias, simulando a função de hospitais de campanha. Entre as tendas, três oferecem atendimento contínuo, 24 horas por dia, enquanto as demais estão abertas das 7h às 19h. A primeira tenda foi inaugurada em 11 de abril.

Localizadas próximas a hospitais, unidades de pronto atendimento (UPAs) e unidades básicas de saúde (UBSs), estas tendas ajudam a proporcionar atendimento rápido aos pacientes com sintomas da dengue, reduzindo a pressão sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

Sintomas da Dengue e Medidas de Prevenção

Os pacientes com dengue frequentemente apresentam sintomas como febre alta, dores de cabeça severas, dor atrás dos olhos, fadiga, dores musculares e articulares, erupções cutâneas e, nos casos mais graves, sangramento e redução nos níveis de plaquetas. A dengue pode evoluir para condições mais sérias como a dengue hemorrágica e a síndrome do choque da dengue.

Prevenir a dengue é essencial e envolve a eliminação de água parada, que serve como criadouro para os mosquitos transmissores, além do uso de repelentes, instalação de telas em janelas e portas, e o uso de roupas que cobrem a maior parte do corpo. Ações comunitárias são cruciais para o controle efetivo dos mosquitos.

Localizações das Tendas de Atendimento:

Funcionamento 24 horas:
– Gama – no estacionamento do Hospital Regional Local (HRG)
– Guará – em frente à UBS 1
– Paranoá – no estacionamento do Hospital da Região Leste

Funcionamento das 7h às 19h:
– Plano Piloto – no estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)
– Vicente Pires – no estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
– Varjão – atrás da UBS 1
– Taguatinga – no estacionamento do ambulatório do hospital regional (HRT)
– Planaltina – na policlínica da região
– Águas Claras – no estacionamento da UBS 1 do Areal
– Ceilândia – no estacionamento do hospital regional local (HRC)
– Samambaia – no estacionamento da UBS 7.

O GDF continua a fortalecer suas estratégias de atendimento e prevenção, esperando reduzir significativamente o impacto da dengue na saúde pública do Distrito Federal.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos