Política

Amor cantado faz homenagem às mulheres

 

A live musical enfatizou a coragem, a garra e força das mulheres na luta por seus direitos e no combate na linha de frente contra a covid-19

Foto: Divulgação


Elas deixam sua família em casa todos os dias para ajudar outras pessoas a vencer a Covid-19 e salvar vidas. Em uma escala global, cerca de 70% das equipes de saúde e do serviço social são formadas por mulheres. O gênero feminino é maioria no Brasil. Em 2019, a população brasileira era de 209,5 milhões de pessoas, sendo 51,8% mulheres, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Anual (Pnad Contínua-IBGE), em de 2019.

Por isso, o 8 de março é tão comemorado em terras brasileiras. Oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975 como o Dia Internacional da Mulher, a data está ligada a reivindicação de igualdade de gênero marcando a luta das mulheres por seus direitos, principalmente em relação à igualdade de salários.

E live Amor Cantado – Acolhimento Musical desta quarta-feira (10) não poderia esquecer de homenagear todas as mulheres, ressaltando a sua coragem, garra e esforço.  

No início da live, o cantor e voluntário Hercílio Ramos Junior destacou a importância das mulheres que atuam na linha de frente de combate a covid-19, e em todas as outras áreas da saúde levando um serviço de qualidade a população.

Citou também a importância da luta por justiça, igualdade, por sonhos e por um mundo mais humanizado. Segundo ele, as mulheres trazem a delicadeza do abraço, mas a força da orientação e do propósito.

Amor Cantado  

 

O projeto de acolhimento musical do Imed está no ar desde agosto de 2020. A live Amor Cantado é exibida pelo Youtube, todas as quartas-feiras para os hospitais administrados pelo IMED: Hospital de Urgência de Trindade (Hutrin)Hospital Regional de Luziânia (HRL), Hospital Regional de Formosa (HRF) e Hospital Regional de São Luiz de Montes Belos – Dr. Geraldo Landó (HRSLMB).

 

Assessoria IMED

Postar um comentário

0 Comentários