Homem que esganou namorada que foi a festa sem ele é condenado a 20 anos de prisão

Crime ocorreu em maio do ano passado, no Itapoã. Julgamento foi nesta quinta-feira, 17 de março



A Promotoria do Tribunal do Júri do Paranoá obteve a condenação de João Paulo de Moura Sousa pelo feminicídio de Larissa Pereira do Nascimento, no Itapoã. A pena foi fixada em 20 anos de reclusão, em regime fechado. O julgamento foi realizado nesta quinta-feira, 17 de março.

Os jurados acolheram todas as qualificadoras propostas pelo Ministério Público: feminicídio, motivo torpe e meio cruel.

Entenda o caso
O crime ocorreu no dia 9 de maio do ano passado, entre as 3h30 e 5h30 da manhã, na quadra 61, conjunto C, do condomínio Del Lago I, no Itapoã. Larissa foi a uma festa sem João Paulo, com quem mantinha relacionamento amoroso, e ele, ao tomar conhecimento disso, a buscou na festa e a trouxe para a casa da mãe. Lá, o casal discutiu e o réu passou a espancar Larissa. Em seguida, a esganou, matando-a.

Processo 0701286-05.2021.8.07.0021
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem