Dia mundial da atividade física alerta para os perigos do sedentarismo

Unimed-BH lança novo Desafio da plataforma do Circuito #Mude1Hábito para estimular a atividade física de qualidade, gratuita, on-line e com orientação de profissionais


A população mundial sofre com um grande problema: o sedentarismo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas se as pessoas praticassem alguma atividade física. No Brasil, a situação é preocupante. De acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40,3% dos brasileiros são considerados sedentários. Especialistas acreditam que este número aumentou por causa da pandemia. A Organização Mundial de Saúde (OMS) escolheu a data de 6 de abril como o Dia Mundial da Atividade Física para conscientizar a todos sobre os riscos do sedentarismo e sobre a importância do exercício físico para a saúde e qualidade de vida.

O Médico da Família e Comunidade, Guilherme Bruno de Lima Júnior, cooperado da Unimed-BH, explica os riscos do sedentarismo. “Estudos científicos indicam que a falta de exercício físico aumenta a chance de a pessoa desenvolver doenças cardiovasculares, como infarto e derrame, diabetes, alguns tipos de cânceres, além de diminuir a expectativa de vida”.

Segundo a PNS, em 2019, o percentual dos mineiros adultos insuficientemente ativos foi de 35,6%. Mas, com a pandemia e o isolamento social, o cenário pode ser mais complicado. “Segundo a pesquisa em comportamento realizada pela Fiocruz, em parceria com a UFMG e a Unicamp, o tempo médio que as pessoas gastaram assistindo à televisão no ano de 2020 foi de, aproximadamente, três horas, o que é 1,3 horas a mais em comparação ao que ocorria antes da pandemia. Com isso, as atividades físicas que já não são culturalmente muito praticadas, ficaram em segundo plano”, alertou Guilherme.

Foto: Nitro Imagens.

Benefícios da atividade física
A melhoria da capacidade cardiorrespiratória, do bem-estar e da qualidade do sono, da autoestima, do fortalecimento muscular, da resistência física e a manutenção do peso corporal saudável são contribuições fundamentais para quem pratica atividade física regularmente, além de prevenir e ajudar no tratamento de doenças cardiovasculares, diabetes, cânceres e outras doenças crônicas.

Para quem é sedentário e quer começar a praticar alguma atividade física, o especialista da Unimed-BH orienta um exercício de intensidade leve, sempre que possível sob supervisão profissional do educador físico e respeitando os limites do corpo. “À medida que o preparo físico melhorar, a pessoa pode progressivamente aumentar a intensidade, a frequência e a duração, com o objetivo de se atingir, pelo menos, 30 minutos de exercícios físicos em cinco dias na semana. Entretanto, exercitar-se apenas uma ou duas vezes na semana é melhor do que não realizar nenhum exercício físico”, garante o médico.

O especialista oferece mais algumas dicas para as pessoas muito ocupadas aumentarem o movimento corporal no seu dia a dia:
Troque o elevador pela escada para subir até dois andares, se a condição de saúde permitir;
em distâncias curtas, em vez de ir de carro, prefira ir a pé ou de bicicleta;
para quem tem filhos, invente brincadeiras com movimento corporal que, além das crianças gostarem muito, é uma oportunidade de vinculação e interação entre pais e filhos, permitindo um aumento da atividade física diária.

Circuito Mude 1 Hábito
E para incentivar a população na atividade física, a Unimed-BH lança o novo Desafio do Circuito #Mude1Hábito. São 20 treinos de funcional para a pessoa fazer em qualquer lugar até 24 de abril. Quem comanda os exercícios é o Kenji Takahashi, mais conhecido como Mestre Kenji, uma referência no estilo de vida saudável.

Segundo Kenji, a prática de atividade física com a orientação de um profissional é muito importante para manter uma qualidade de vida. “A Unimed-BH está proporcionando aulas gratuitas, on-line, de diversas atividades físicas e com a orientação de especialistas. Este mês, teremos um treinamento funcional. Vou mostrar que qualquer um pode fazer exercício físico utilizando o peso do próprio corpo ou materiais simples em casa”, explica Kenji.

O Treino funcional trabalha o corpo de modo integrado, mesclando movimentos naturais que são realizados no cotidiano, como agachar e levantar. O Desafio do Circuito #Mude1Hábito proporciona melhora no condicionamento físico, na força muscular, na mobilidade, com alto gasto calórico e emagrecimento. “São exercícios simples para todas as pessoas em qualquer faixa etária. Não existe mais desculpa para ficar sedentário. A Unimed-BH está estimulando a atividade física com conteúdo de qualidade”, comenta kenji.

A Cooperativa lançou a plataforma Circuito #Mude1Hábito em julho do ano passado e várias pessoas começaram a se exercitar pelo aplicativo, disponível para todos clientes e não-clientes Unimed-BH. Para entrar é bem simples: acesse www.circuitomude1habito.com.br, faça o seu cadastro gratuitamente e comece, agora mesmo, a se exercitar.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem