Ibaneis reabre Restaurante Comunitário de Planaltina, que oferecerá também o café da manhã do povo

Em sua reabertura ao público, nesta terça-feira (5), o Restaurante Comunitário de Planaltina incorporou uma novidade: passou a oferecer café da manhã. Com isso, o Governo do Distrito Federal (GDF) agora tem nove unidades que servem a refeição matinal ao custo de R$ 0,50 por pessoa, além do almoço a R$ 1


Por determinação do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), com R$ 0,50, o cidadão tem acesso a um desjejum completo, com café, pão e fruta; outras oito unidades ofertam também a refeição matinal. “A ideia é que todos os 14 restaurantes comunitários ofertem a primeira refeição do dia”, comentou a primeira-dama Mayara Noronha Rocha, que também é secretária de Desenvolvimento Social do GDF.

“Hoje, o DF tem a maior rede de proteção do país. E proteção não é somente concessão de benefícios sociais; é garantir segurança alimentar e nutricional das famílias em risco social, dar dignidade e autonomia a elas, para que elas possam fazer as suas compras, escolher os produtos de que os filhos gostam, fazer suas refeições com dignidade e a um preço justo, como é hoje nos restaurantes comunitários”, destaca o governador Ibaneis Rocha.

“Com R$ 0,50, o cidadão tem acesso a um desjejum completo, com café com leite, um pão e uma fruta. A ideia é que todos os 14 restaurantes comunitários ofertem a primeira refeição do dia. À medida que os contratos com as empresas terceirizadas forem renovados, nós vamos incluindo o café da manhã”, garante a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, responsável pela pasta que faz a gestão dos restaurantes.

Brazlândia, Itapoã, Samambaia, Ceilândia, Estrutural, Sobradinho, Sol Nascente e Paranoá já ofertam o serviço. O café da manhã é servido das 7h às 8h30, de segunda-feira a sábado. O cardápio conta com diversas opções, como café, leite, pingado, pão com manteiga, bolo, achocolatado e uma fruta da época.

O cardápio do café da manhã nos restaurantes comunitários conta com opções como café, leite, pingado, pão com manteiga, bolo, achocolatado e uma fruta da época | Foto: Divulgação/Sedes

“O café da manhã é uma refeição muito importante na garantia de segurança alimentar e nutricional. E o GDF teve a preocupação de manter um preço acessível, já que o nosso público são famílias em vulnerabilidade social. Esta é uma preocupação do governador Ibaneis, que fez questão de, logo que assumiu o governo, retomar o preço de R$ 1 para cada almoço servido no restaurante comunitário”, reitera Mayara Rocha.

Elaboradas por funcionários da empresa contratada, as refeições são planejadas e monitoradas por uma equipe qualificada, composta por nutricionistas servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), com o objetivo de garantir a qualidade e o sabor da alimentação servida e evitar o desperdício de alimentos.

Uma refeição vendida pelos restaurantes comunitários custa, em média, R$ 6,17, no caso do almoço. Como o usuário paga apenas R$ 1 pela refeição, o GDF complementa esse valor com R$ 5,17.

Reabertura
De 28 de março a 4 de abril, o Restaurante Comunitário de Planaltina ficou fechado para manutenção. Sob supervisão da Sedes, a equipe de manutenção da nova empresa gestora do restaurante precisou desse tempo para analisar a estrutura da edificação e identificar os reparos necessários.
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem