Começam obras na Via Estrutural e trânsito é alterado na área

Para minimizar os engarrafamentos no horário da manhã, o DER liberou a Via Marginal Sul da Estrutural, ao lado de Vicente Pires, em sentido único


O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER) iniciou nesta terça-feira (20) a obra de troca do pavimento da Via Estrutural (DF-095), por onde passam diariamente 95 mil motoristas. Para a realização do trabalho foi necessária a interdição do trânsito em parte das faixas.

O trecho todo da Estrutural, com 12,6 km de extensão, receberá pavimento rígido, com vida útil estimada em 20 anos | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A primeira etapa da obra compreende um trecho de 2,5 km no sentido Ceilândia-Brasília. Para isso, ocorreu a interdição do trecho. Com o objetivo de minimizar o engarrafamento causado pela mudança, o DER está liberando no período da manhã a Via Marginal Sul da Estrutural, ao lado da cidade de Vicente Pires, em sentido único. A obra que acaba de ser iniciada tem um custo de R$ 55 milhões e está gerando 200 empregos.

À tarde, quando o fluxo é maior no sentido Taguatinga-Ceilândia, a logística é invertida. A faixa da direita da via expressa passa a ser no sentido Brasília-Ceilândia e as duas faixas da marginal são invertidas para a Ceilândia. Quem se dirige a Vicente Pires pode acessar a cidade por meio da alça construída pelo DER-DF.
Para que as mudanças no trânsito sejam entendidas pelos motoristas que trafegam pelo local, foram implantadas 32 placas de regulamentação do sentido da via

Para que as mudanças no trânsito sejam entendidas pelos motoristas que trafegam pelo local, foram implantadas 32 placas de regulamentação do sentido da via, com informações educativas distribuídas ao longo do percurso, em painéis front light e de LED. Haverá mensagens informando acerca da obra e dos desvios.

Quando a primeira etapa da pavimentação for concluída, terá início a segunda parte da obra, nos 2 km seguintes, até chegar à pista do Jóquei Clube e, finalmente, ao início da via, no cruzamento com a Epia, sempre no sentido Ceilândia-Brasília.

Depois de concluída essa pista, o trabalho deverá ser iniciado no sentido Brasília-Ceilândia. O trecho todo da Estrutural conta com 12,6 km de extensão, que receberá pavimento rígido, com vida útil estimada em 20 anos, superior ao asfalto, que tem duração entre cinco e dez anos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos