Dia nacional da matemática: disciplina vai além das fórmulas, é uma linguagem universal


O ensino da matemática tem impacto no desempenho dos alunos em outras matérias, permitindo um olhar crítico e identificando novas possibilidades para resolver problemas

Celebrado no dia 6 de maio, o Dia Nacional da Matemática fomenta a importância da disciplina não apenas para cálculos precisos, mas também para o desenvolvimento do raciocínio lógico e crítico dos estudantes. Longe de ser apenas uma sequência de fórmulas a serem memorizadas, a matemática é uma linguagem universal que nos permite compreender o mundo ao nosso redor e resolver problemas complexos.

Para além da disciplina, o ensino da matemática tem impacto no desempenho dos alunos em outras matérias, permitindo um olhar crítico e identificando novas possibilidades na resolução de problemas. É o que diz o professor de matemática Raul Victor Carneiro.

“O estudo da matemática é essencial para a construção de uma base teórica muito bem consolidada, com intuito acadêmico, mas também envolve resoluções de problemas do dia a dia e, o mais importante, a interdisciplinaridade. Entender a teoria faz com que nosso aluno perceba que não existe um único caminho engessado; ele consegue perceber diversas possibilidades para elaborar e estabelecer uma resolução simples”, explica Raul Victor.

Entretanto, o Brasil ainda enfrenta um grande desafio no ensino da disciplina. Segundo dados do relatório do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), divulgados em dezembro de 2023, apenas 27% dos alunos atingiram o nível 2 de proficiência em matemática, considerado o patamar mínimo de aprendizado. O cenário apresenta um atraso em relação aos países que fazem parte da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), que apresentam uma média de 69%.

Os dados são ainda mais preocupantes quando analisados os estudantes brasileiros que conseguiram alcançar os níveis 5 ou 6, os mais altos, em que os alunos são capazes de resolver problemas complexos, comparar e avaliar estratégias. O Brasil alcançou 1%, enquanto a média dos países da OCDE nesses níveis é de 9%.

Os números evidenciam uma lacuna preocupante entre o potencial dos estudantes brasileiros e destacam a necessidade de mudar o paradigma no ensino dessa disciplina nas escolas.

Pensando nisso, algumas instituições de ensino estão implementando em seu currículo metodologias que ampliem o ensino da matemática, fomentando a interdisciplinaridade e incentivando sua aplicação na vida cotidiana. Esse é o caso da Escola Eleva Brasília, que faz parte do Inspired Education Group, como afirma o diretor da instituição, Lucas Garcia.

"A matemática é mais do que fórmulas e cálculos. Acreditamos que a matemática faz sentido quando aplicada à vida real. Portanto, nossos professores conectam conceitos matemáticos com situações cotidianas, estimulando o entendimento profundo e a relevância", afirma Lucas Garcia.

Ainda segundo o diretor da Eleva Brasília, para alcançar o máximo potencial de seus alunos, a escola "fomenta o pensamento crítico e analítico por meio da resolução de problemas desafiadores". Os alunos são incentivados a explorar diferentes estratégias e a comunicar suas soluções de maneira clara. Além de valorizar a criatividade e a curiosidade", complementa o diretor.

A Eleva Brasília se prepara para a rodada global da Olimpíada Copernicus de Matemática, que será realizada entre 14 e 18 de julho de 2024, na Universidade de Columbia, Nova York. A escola pretende levar 14 alunos do 2º ao 9º ano para a competição. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper
Sesc
Bio Caldo - Quit Alimentos