Federação Nacional dos Policiais Federais promove o 1º Encontro Nacional da Mulher Policial Federal

Evento ocorre em Brasília, nos dias 30 e 31 de julho. Mulheres policiais federais podem escolher os temas que serão debatidos



A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) vai promover pela primeira um encontro para discutir melhores condições de trabalho especificamente para as mulheres policiais federais.

O 1º Encontro Nacional da Mulher Policial Federal (ENMPF) reunirá representantes dos 27 sindicatos dos policiais federais no país, e terá o conteúdo definido pelas mulheres da categoria, que poderão escolher os temas que serão abordados. Para isso, no mês que antecede o evento, mais de 2,5 mil mulheres policiais federais estão convidadas a responder a uma enquete, que determinará o eixo de debates nos dias do evento.

Ao longo do 1º ENMPF uma carta de intenções com as demandas das mulheres da Polícia Federal, em âmbito nacional, será construída. O texto denominado ‘Carta da Mulher Policial Federal’ será entregue à Direção-Geral da Polícia Federal ao final do evento.

“Nosso objetivo é abrir um espaço em que as mulheres policiais se sintam à vontade para discutir temas que são específicos a elas. Por isso, não haverá, no formulário de definição dos temas, a necessidade de identificação, para que todos os temas importantes sejam, de fato e sem constrangimento, apresentados e debatidos”, afirma a diretora de Seguridade Social da Fenapef e integrante da coordenação do ENMPF, Karin Cristina Peiter.

Temas sensíveis à mulher policial federal no Brasil como a regulamentação previdenciária, que foi muito prejudicial para as mulheres policiais federais, devem estar entre os assuntos que serão debatidos.

Entre alguns pontos de discussão que a organização do evento já sugeriu no formulário de participação, estão assédio sexual e moral. Dados da Fundação Getúlio Vargas de 2015 apontam que 40% das policiais já sofreram assédio sexual. Os dados são de todas as forças. Outro tema que está entre os sugeridos pela organização é a saúde mental, que atinge toda a corporação e não é diferente com as mulheres. A Fenapef está atenta a esses problemas e, para lidar com essas e outras pautas, criou a Diretoria da Mulher, que está envolvida na organização do 1º ENMPF.

“A Fenapef criou a Diretoria da Mulher em 2020 com o objetivo específico de representar as demandas e reivindicações das mulheres policiais federais, de receber todas essas demandas, garantindo o sigilo e possibilidade de auxílio e amparo no combate ao assédio e discriminação”, salienta Karin.

Além disso, a Federação mantém uma atuação permanente para que as mulheres possam participar de cargos de liderança dentro dos próprios sindicatos. “Eu mesma fui presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Santa Catarina, resultado de um trabalho do Sindicato dos Policiais Federais no Estado De Santa Catarina (SINPOFESC) e da Federação ao longo dos anos, por meio de várias diretorias, com esse espaço para que as mulheres se sintam à vontade para participar do meio sindical. Além disso, fortalecendo o meio sindical com as mulheres, nós vamos reforçar também a atuação das policiais dentro na Polícia Federal e dentro do sistema de segurança pública”, defende a diretora.

De acordo com Karin Cristina, a realização inédita do Encontro com todas as representações sindicais do país baliza a atuação da Fenapef. “Representa um marco histórico e fundamental para a segurança pública no nosso país. O ENMPF vai possibilitar um espaço de diálogo, troca de experiências e desafios dentro da Polícia Federal, o fortalecimento entre as mulheres policiais federais de todo o Brasil, com a discussão de temas relevantes para que, juntas, possamos construir soluções e pensar em estratégias para enfrentar as desigualdades de gênero, promovendo a valorização das mulheres”, ressalta Karin.

De acordo a diretora substituta da Fenapef, Janaína Amélia Ferreira Magalhães (RJ), a primeira edição do evento é uma oportunidade para que os debates revelem desafios enfrentados pelas mulheres policiais federais em todas as regiões do país. “As situações são diferentes, por isso, esperamos que os debates resultem em implantações de políticas voltadas às mulheres policiais que influenciarão diretamente o nosso cotidiano, nas delegacias e funções desempenhadas das diversas classes”, prevê a diretora.

Serviço

1º Encontro Nacional da Mulher Policial Federal (ENMPF)

Data: 30 e 31/7

Horário: 9h às 18h

Local: Hplus Vision Executive

SHN Quadra 01, Bloco F, Asa Norte, Brasília, CEP 70701-000, Brasil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem