Política

Alex Batista: o homem certo para governar Cidade Ocidental

Cidade Ocidental é um município goiano localizado na região do Entorno Sul. Distante 40km da capital federal, a cidade tem um forte comércio e um povo trabalhador


Fotos: Olivar Gomes.

Nas eleições municipais de 2020, dois principais grupos disputam a Prefeitura. Um é o do atual prefeito Fábio Correa (PP). Conhecido na cidade como um político demagogo e muito truculento, Fábio é autoritário, não aceita opiniões contrárias e hoje tem a maior rejeição nas pesquisas de intenção de voto. 

Já Alex Batista (MDB) é completamente diferente. Batista já foi prefeito da cidade na gestão 2009-2012 e carrega consigo todo um legado de entrega de casas populares e um carisma fora do normal. Simpático, com ideias novas, hoje Alex está muito mais preparado e pronto para voltar ao comando do município. 

O Plano de Governo de Alex Batista apresenta para Cidade Ocidental suas principais propostas. Seu vice na chapa é Douglas Martinho (PL), vereador por dois mandatos no município. Além disso, a coligação “Onde há luta, há esperança”, é composta pelos partidos MDB, PL, PSB, SD, PRTB, PTC e REDE. 

Em seu plano de governo, Alex Batista apresenta seus objetivos e princípios de atuação do seu governo. 

Conheça a seguir: 

- Evoluir na acessibilidade e na qualidade da prestação dos serviços públicos municipais; 

- Transformar a cidade, dotando-a de equipamentos urbanos mais adequados às demandas e ao crescimento da população; 

- Valorizar e garantir o uso sustentável do meio ambiente, da paisagem e do patrimônio natural, cultural e histórico no processo de desenvolvimento da cidade; 

- Garantir maior igualdade de oportunidades para os jovens e crianças ocidentalenses; 

- Contribuir para a formação de um ambiente de negócios altamente competitivo e para o crescimento econômico sustentável; 

- Promover o desenvolvimento de setores estratégicos para a economia ocidentalense; 

- Tornar Cidade Ocidental uma das cidades mais integradas do ponto de vista urbanístico e cultural; 

- Reduzir os indicadores de pobreza na cidade; 

- Posicionar Cidade Ocidental como importante centro político e cultural no cenário regional.

Postar um comentário

0 Comentários